Fórmula São Paulo: Henrique Lambert mantém liderança do campeonato

Carioca liderou 13 das 18 voltas e problema do motor jogou líder para segundo.

Em uma das corridas mais movimentadas da temporada, o paulista Felipe Leonardos (Opus/Magno/Massoni Racing) se aproveitou dos problemas do líder Henrique Lambert (Body Nutry/VP2/Oktane/MTT/Iaconelli) nas voltas finais para vencer neste domingo (29/6), em Interlagos (SP), a sexta etapa da Fórmula São Paulo. “Pelo menos completei a corrida em segundo. Assim, continuo com uma grande vantagem na pontuação”, comentou o carioca. Com o resultado o piloto do Rio de Janeiro mantém uma folgada dianteira no Campeonato Paulista com 105 pontos, contra 68 de Leonardos e 60 de Thiago Armentano (Seo Justino/Cards and Co/EMB), terceiro na prova e no certame. A sétima etapa será disputada dia 20 de julho.

Com a primeira curva de Interlagos cheia de óleo e escorregadia, Henrique Lambert aproveitou a sua pole position para largar bem, mas no Esse do Senna preferiu ser mais cauteloso e acabou saindo em terceiro. Imediatamente, no entanto, o carioca foi atrás de Felipe Leonardos e Raphael Abatte (Alpha Color/Embelezze/Avery Dennison/Phebem), consumou a ultrapassagem e já fechou a primeira volta de novo na liderança. “Como cheguei em primeiro no Esse, procurei faze-lo lento, para evitar uma rodada ou mesmo batida. O pessoal que estava atrás viu que a pista não estava tão ruim e saiu com mais força. Só que meu equipamento estava bom e em seguida retomei a ponta”, explicou.

A partir daí Lambert imprimiu um forte ritmo para estabelecer o melhor tempo da corrida na sexta passagem com 1:45.566 (média de 146,945 km/h). Até a 11ª volta o líder já havia aberto uma tranqüila vantagem de seis segundos sobre Leonardos e Abatte que brigavam acirradamente pelo segundo posto. No entanto, na 12ª volta o carro de Henrique começou a falhar e ele começou a perder três segundos por volta. “Uma borracha se soltou e começou a prejudicar a injeção. Enquanto não falhou, o carro estava perfeito. Esperei o Felipe se aproximar e facilitei a ultrapassagem, não tive o que fazer”, contou o piloto da Body Nutry/VP2/Oktane/MTT/Iaconelli, que perdeu a dianteira da prova no 14º giro, faltando apenas quatro para a bandeirada final. “Abri muito na frente no começo, mas em duas voltas perdi tudo o que construí. É uma pena, mas dos males, o menor. Pelo menos não abandonei e pontuei em segundo”, desabafou.

O resultado da sexta etapa da Fórmula São Paulo foi:
1º) Felipe Leonardos (Opus Papéis/Sappi/Massoni), 18 voltas em 32min07s403;
2º) Henrique Lambert (Body Nutry/VP2/Oktane/MTT/Iaconelli), a 6s780;
3º) Thiago Armentano (Seo Justino/Cards and Co), a 10s408;
4º) Michel Aboissa (Iaconelli Racing), a 11s219;
5º) Tiago Pinheiro (Bassan Motorsport), a 12s967;
6º) Arthur Gaggini (Poiano Lopes Contruções/Alpie Racing), a 22s501;
7º) Jorge Calaça Neto (Pharmaervas), a 1min27s072;
8º) Salomão Soares (Investplan/Brasbank/Biscayne/Delphi/EMB Racing), a 1 volta;
9º) Leandro Florenzo (Souza Ramos/Dinamics/Alpie), a 5 voltas;
10º) Raphael Abbate (Alpha Color/Bombril/Avery Dennison/Phebem), a 7 voltas.

Esta é a classificação da Fórmula São Paulo após 5 etapas:
1º) Henrique Lambert (Body Nutry/VP2/Oktane/MTT/Iaconelli), 105 pontos;
2º) Felipe Leonardos (Opus/Massoni Racing), 68;
3º) Thiago Armentano (Seo Justino/Cards and Co), 60;
4º) Raphael Abbate (Alpha Color/Bombril/Avery Dennison/Phebem), 45;
5º) Leandro Florenzo (Souza Ramos/Dynamics/Alpie), 36;
6º) José Amorim (Fiolux/Art Lux/Iaconelli), 24;
7º) Michel Aboissa (Iaconelli Racing), 24;
8º) Nilton Molina (Mongeral/Iaconelli), 20;
9º) Arthur Gaggini (Poiano Lopes Contruções/Alpie Racing), 17;
10º) Tiago Pinheiro (Bassan Motorsport), 12;
11º) Jorge Calaça Neto (Pharmaervas), 4;
12º) Salomão Soares (Investplan/Brasbank/Biscayne/Delphi), 3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *