FRenault: Estreantes já venceram 40% das corridas disputadas em 2006

Mario Romancini, Vinícius Quadros e Eduardo Santos quebraram um tabu que já durava três temporadas. Rick Rosin, que tinha duas corridas no currículo antes do campeonato começar, também foi ao alto do pódio.



Em uma temporada marcada pelo embate entre veteranos e novatos, a Fórmula Renault Brasil teve em 2006 grande equilíbrio entre os pilotos que fazem seu ano de estréia no automobilismo. Apesar do título de campeão da categoria ter sido decidido por antecipação em favor de Felipe Lapenna – veterano de quatro temporadas –, e de sete das onze corridas disputadas neste ano terem sido vencidas por pilotos com mais de dois campeonatos de experiência na F-Renault, os estreantes têm feito bonito até aqui.


 


Mario Romancini, Vinícius Quadros e Eduardo Santos conquistaram vitórias e Rick Rosin – que por ter disputado apenas duas provas em 2005 pode ser incluído na lista dos novatos –, também chegou ao alto do pódio. Romancini ganhou a preliminar do GP Brasil de Fórmula 1. Já Quadros foi ao alto do pódio na primeira etapa do ano, em Curitiba. Santos faturou a segunda prova em Brasília, e Rosin levou a melhor na primeira corrida em Tarumã.


 


“Conseguir uma vitória no ano de estréia no automobilismo é muito gratificante, ainda mais em um campeonato competitivo como este”, declarou Romancini. “Embora o título já esteja definido, vamos correr com o objetivo de chegar novamente ao alto do pódio e minha meta particular é terminar a temporada como o estreante com maior número de vitórias”, completou o piloto da equipe Full Time.


 


Os dados históricos dão ainda mais importância aos resultados alcançados por Romancini e companhia na atual temporada. Um estreante no automobilismo não conseguia vencer uma corrida na Fórmula Renault desde 2002, ano em que a categoria começou a ser disputada no Brasil e praticamente todos os 30 participantes competiam pela primeira vez. Em 2005, Nelson Merlo ganhou seis provas e foi campeão, mas já havia disputado três temporadas da F-São Paulo antes de ser confirmado em um dos carros da Bassani Racing.


 


Felipe Lapenna foi o piloto que mais vezes subiu ao alto do pódio neste ano, com quatro triunfos, seguido por Douglas Soares, que ganhou duas corridas e ocupa a vice-liderança do campeonato. Diego Nunes, da Fórmula 3, também ganhou uma e é um dos sete pilotos com vitória na temporada – um número semelhante ao verificado em 2003.


 


“Ainda restam duas provas e podemos terminar o ano com a mesma marca de nove vencedores diferentes atingida em 2002, o campeonato mais competitivo da F-Renault no Brasil até o momento. Isso mostra a boa fase da categoria, que voltou a crescer neste ano e recuperou o espaço de principal celeiro de pilotos do país”, encerrou Romancini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *