FRenault: Mario Romancini é convidado para mais dois dias de testes em Interlagos

Piloto impressionou o engenheiro Mauricio Ferreira, da Full Time Sports, e volta ao cockpit hoje e amanhã, no circuito paulista.

Mesmo aguardando o fechamento de um contrato de patrocínio que lhe permita disputar a temporada completa da Fórmula Renault Brasil, que começa no dia 26 de março em Curitiba (PR), o piloto Mario Romancini voltará a pilotar um carro da categoria nesta quarta e nesta quinta-feira (8 e 9/2), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Depois de impressionar o engenheiro Maurício Ferreira, da Full Time Sports, nos testes da semana passada – por sua rápida adaptação ao carro –, Romancini foi convidado por ele para participar dos ensaios que serão realizados na tarde de hoje e durante toda esta quinta-feira no circuito paulista.

“O Marinho foi muito rápido nos primeiros treinos e também mostrou que tem muita sensibilidade em relação ao comportamento do carro. Ele ficou a apenas 0s7 do tempo do Felipe Lapenna, que tem muita experiência na Fórmula Renault, e tenho certeza de que ele tem talento de sobra para estrear bem na categoria este ano”, disse Maurício. Em 2005, Lapenna disputou o título contra Nelson Merlo e terminou o ano como vice-campeão.

Bicampeão da Copa Petrobras de Kart, vice-campeão do torneio internacional Federation Cup e destaque brasileiro no Campeonato Mundial de 2004, Mario Romancini já anunciou o fim de sua carreira no kart e o desejo de disputar a Fórmula Renault em 2006.

“Gostei muito do carro e da equipe. Fiquei muito contente por ter recebido esse convite do Maurício, porque tendo a oportunidade de treinar minha pré-temporada não fica prejudicada. Acho que consegui aprender rapidamente muita coisa sobre o carro, mas ainda há muito para evoluir antes da primeira corrida e testar é a única maneira de chegar lá”, declarou o piloto.

Romancini disputou no último domingo sua última corrida oficial no kartismo nacional. Ele defendeu o bicampeonato da Copa Petrobras Sorriso Campeão e começou a disputa obtendo a quarta posição no grid. Na largada, no entanto, pegou as sobras de um acidente entre Tales Dias e Gabriel Dias. No toque, a barra de direção de seu kart entortou, comprometendo a dirigibilidade. Na corrida final, um novo acidente entre Tales e Gabriel tumultuou o início da prova e, mais uma vez, Romancini teve de abandonar.

“Foi uma pena eu não ter conseguido o tricampeonato nessa minha última corrida, mas estou muito satisfeito com os resultados obtidos nesses quatro anos de carreira no kart. Agora, vou procurar pensar apenas na Fórmula Renault”, encerrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *