Gaúcho de Marcas e Pilotos: Categoria será modelo para o Brasil

Presidente do CTDN, Sr. Nestor Valduga afirmou que trabalhará para implantar no Brasil o modelo do Gaúcho.

Em um final de semana que acabou de entrar para a história das competições a motor no Rio Grande do Sul, mais uma notícia deixou todos muito felizes em Guaporé. O Sr. Nestor Valduga, presidente do Conselho Técnico Desportivo da Confederação Brasileira de Automobilismo e presidente da Federação Gaúcha de Automobilismo afirmou que utilizará o modelo de formatação e regulamento do Campeonato Gaúcho de Marcas & Pilotos em um novo Campeonato Brasileiro de Marcas. O dirigente se mostrou surpreso e feliz pelo grid formado no autódromo serrano e em entrevista concedida ao locutor oficial da categoria, Ademir “Perna” Moreira declarou a intenção de aplicar o modelo criado pela APPA/RS em conjunto com a FGA no Brasileiro da modalidade.

Urbano da Silva, presidente da APPA/RS (Associação de Pilotos e Preparadores de Automobilismo do RS), se mostra muito satisfeito com o resultado de tanto trabalho. “Em alguns momentos cheguei a pensar em desistir de tudo, mas sou teimoso e não desisti, hoje estou realizado com isso tudo, porque embora muitos criticaram a APPA/RS por nossa iniciativa provamos que o nosso caminho estava correto”.

Uma nova meta da APPA/RS é conseguir até o final do ano o mítico grid de 40 carros. “Chegaremos lá” já avisa ainda o presidente da APPA/RS.

A idéia de um Campeonato Brasileiro de Marcas nos moldes do Gaúcho é um sonho que a muito persegue as equipes, preparadores e pilotos. O modelo de regulamento do campeonato gaúcho prima pela padronização e equilíbrio entre as diversas marcas, todas utilizando motores de 1600 cc e pneus radiais, no caso do Gaúcho, os radiais de alta performance Kumho Tires Solus KH 15 fornecidos pela Hoff. Com centralinas padronizadas e com mapa lacrado pela organização da categoria o trabalho das equipes tem que ser mais eficiente para alcançar o máximo de performance nos carros.

Todo o atual sucesso do Marcas & Pilotos gaúcho levou praticamente 3 anos de trabalho para se concretizar. “Largamos a primeira prova do renascimento da categoria com 13 carros aqui mesmo em Guaporé em 2005, hoje vejo um grid de 34 formado na reta, isso é muito gratificante”, completou Urbano da Silva.

A festa da maior categoria do Automobilismo Gaúcho continua nos dias 19 e 20 de julho no Autódromo Internacional de Tarumã na região metropolitana de Porto Alegre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *