Global Rallycross: Estreia no rallycross deixa Nelsinho Piquet com gosto de “quero mais”

Chefe do X Team Mitsubishi aprova participação pioneira da equipe nos X Games de Foz do Iguaçu

Nelson Piquet Jr e o X Team Mitsubishi foram contagiados pelo vírus do off-road. Mal encerrou sua primeira participação num evento internacional em piso de terra, na etapa de abertura do Global Rallycross Championship (GRC) nos X Games de Foz do Iguaçu, Piquet, pioneiro do Brasil na Nascar já começou os planos para voltar a competir com o Mitsubishi EVO XTR #12 do time brasileiro.

“A experiência aqui foi fantástica e fiquei encantado com a categoria. Com certeza vou disputar as provas nos Estados Unidos. E se surgir a oportunidade de competir a segunda corrida da temporada em Barcelona, vou querer andar também”, declarou Nelsinho, mesmo frustrado pelo desempenho deste domingo. Ele ficou a um posto da final do evento vencido pelo americano Scott Speed. Oficialmente, terminou em 11º.

Saindo da pole na bateria eliminatória, o carro #12 queimou a largada e foi punido com “stop and go”. Nelsinho então caiu para quarto e último lugar. Conseguiu ultrapassar um rival no trecho de terra, mas a densa nuvem de poeira prejudicou muito a visibilidade impedindo o duelo com Travis Pastrana pelo segundo lugar, que garantiria diretamente uma das vagas na final.

“Minha vida inteira na Europa eu larguei quando a luz vermelha apagava”, lembrou o piloto. “O sol batia na cara na hora da largada e realmente saltei antes de acenderem a luz verde. Foi uma pena, porque um erro logo no primeiro instante da competição acabou custando todo o final de semana.”

Na repescagem, dois carros mais potentes saltaram na frente de Piquet Jr na largada. A exemplo da primeira bateria em que competiu, o EVO XTR era muito eficiente nas curvas na terra e conseguia aproximação. “Mas acabava entrando numa nuvem de poeira atrás dos caras e perdia totalmente a referência, então era obrigado a tirar o pé antes de achar uma condição para realmente atacar.”

O piloto fez questão de destacar o trabalho do X Team Mitsubishi durante os X Games e agradeceu o apoio da Petrobras, SKY e Outback Steakhouse na pioneira empreitada.

Ele teve seu papel também reconhecido pelo chefe da equipe. “Depois do que o Nelson mostrou na sexta e no sábado, com o quarto tempo no geral e a pole para a primeira eliminatória, naturalmente aumentou a expectativa. Mas era a primeira vez de todos nós aqui e fizemos um bom papel, competindo de igual para igual contra especialistas no GRC. Tenho certeza que causamos uma excelente impressão na categoria”, avaliou Geraldo Rodrigues Jr., sócio do X Team Mitsubishi.

O próximo compromisso do X Team Mitsubishi no GRC acontece entre 16 e 19 de maio, em Barcelona. A equipe é a primeira escuderia brasileira credenciada para correr todos os eventos de rallycross dos X Games.

FICHA TÉCNICA – PETROBRAS MITSUBISHI EVO XTR
Motor: MIVEC Turbo (Garrett TR30R)
Potência: aproximadamente 475 cavalos
Câmbio: sequencial, seis marchas
Tração: integral
Suspensão: Exe-tc
Rodas: Enkei Nt03+M
Pneus: Cooper RallyCross
Freios, pinças e rotores: AP Racing
Capô e asa traseira: fibra de carbono
Portas, parachoques, carroceria traseira e paralamas: material composto
Painel: fibra de carbono
Banco, cinto, extintor e santantonio: de acordo com as especificações da FIA

Calendário do Global RallyCross em 2013
1ª etapa – 18 a 21 de abril – Foz do Iguaçu (Brasil)
2ª etapa – 16 a 19 de maio – Barcelona (Espanha)
3ª etapa – 27 a 30 de junho – Munique (Alemanha)
4ª etapa – 10 a 13 de julho – New Hampshire (Estados Unidos)
5ª etapa – 17 a 20 de julho – Bristol (Estados Unidos)
6ª etapa – 31 de julho a 3 de agosto – Los Angeles (Estados Unidos)
7ª etapa – 7 a 10 de agosto – Atlanta (Estados Unidos)
8ª etapa – 19 a 22 de setembro – Charlotte (Estados Unidos)
9ª etapa – data a definir – Las Vegas (Estados Unidos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *