GP Bahia: corrida deste final de semana movimenta e aquece a economia na capital baiana

Realização da terceira edição da corrida, que será neste sábado e domingo no CAB, aquece vários setores econômicos da cidade de Salvador

A Stock Car promete agitar Salvador e movimentar a economia local em vários aspectos. A chegada da Família Stock Car em Salvador já mudou a rotina da capital baiana. Tudo por conta das obras e das movimentações da montagem no CAB. Além disso, o impacto da principal categoria do automobilismo nacional já propiciou um incremento aproximado de R$ 18 milhões na economia da cidade de Salvador.

Com a realização do GP Bahia 2011, Salvador deve receber cerca de 10 mil visitantes e turistas, vindos de todo o Estado e ainda de outras localidades do país. E já permitiu um aumento nos postos de trabalhos, uma vez que cerca de 3 mil trabalhadores temporários foram contratados como mão de obra para o evento.

Toda a economia soteropolitana deve ser impactada, direta ou indiretamente, com a realização da corrida. Especialmente nos setores de bares e restaurantes e hotelaria. Segundo o secretário de Turismo do Estado, Domingos Leonelli, o GP Bahia de Stock Car foi garantido pelo governo por cinco anos com o objetivo de ser transformado em produto turístico. “É um evento que movimenta a economia da cidade, com a geração de empregos temporários e ocupação em alta em um período considerado de baixa estação”, declarou o secretário.

A expectativa do setor hoteleiro também é positiva. Para o período de 2 a 4 de setembro há uma previsão de ocupação máxima nos hotéis de Itapuã e Stella Maris, locais mais próximos ao circuito, e de muita procura nos demais estabelecimentos da cidade.

O presidente do sindicato dos hoteleiros, Silvio Pessoa, confirma o sucesso do evento. “A corrida deste ano vai trazer visitantes do interior e também de outros estados. E os hotéis que ficam no entorno do Circuito Ayrton Senna estão com lotação praticamente completa. Outros estabelecimentos da cidade também absorvem boa parte do público visitante”, contou o dirigente.

O Hotel Catussaba, localizado em frente à praia de Itapuã, por exemplo, espera lotação máxima para o período da prova. Para o início de setembro, dias 2, 3 e 4 (de sexta a domingo) as reservas já atingiram 100%. Nos dias 30 e 31 de agosto e 1º de setembro a taxa está em 80%.

O Hotel Deville, localizado no bairro de Itapuã, também está com grande procura. De acordo com a coordenadora, Tereza Pires, a média de reservas do período entre os dias 1º e 4 de setembro é de 60% e a expectativa é de superar a marca dos 80%.

Outros hotéis da localidade, como o Hotel Sol Bahia e o Gran Hotel Stella Maris, também têm reservas para o período consideradas satisfatórias. No primeiro, a noite que antecede a corrida já atingiu os 100% de reservas. Já o segundo, está com aproximadamente 60% da ocupação agendada, e estes números podem subir até o fim da semana.

Sem contar que muitos fãs e visitantes podem optar por estender a permanência na cidade, uma vez que no dia 7 de setembro (quarta-feira após o evento) há o feriado nacional em comemoração à Independência do Brasil. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *