GP2 Asiática: Bruno Senna larga em 4º no GP da Malásia

Bruno Senna largará em 4º na prova deste sábado em Sepang, quinta etapa da Fórmula GP2 Ásia e abertura da rodada dupla do Grande Prêmio da Malásia.

Mesmo elogiando o comportamento do seu carro, o piloto brasileiro não conseguiu acompanhar o surpreendente ritmo do francês Romain Grosjean, que quebrou o equilíbrio dos treinos classificatórios desta sexta-feira no circuito de Sepang ao abrir vantagem de 7,5 décimos sobre o indiano Karun Chandhok, companheiro de Senna na iSport International e segundo colocado no grid.

“Fiquei a um décimo do Chandhok e gostei muito do equilíbrio do carro. Ele me confirmou que o acerto estava bom e também não sabe de onde vem tamanha diferença. Andamos no limite o tempo todo, nos esforçamos para virar o que viramos, e o Grosjean se mostrou inalcançável. O pior é que ele fez diversas voltas no mesmo ritmo”, comentou Bruno. Grosjean comanda a série asiática com 27 pontos, 10 a mais que o vice-líder Bruno. “Se ele estiver assim na corrida, a briga será pelo segundo lugar”, continuou.

Depois do qualifying, Bruno, Chandhok e os técnicos da iSport se reuniram para discutir como reduzir a superioridade revelada pela ART Grand Prix, equipe campeã dos dois primeiros anos da série principal da GP2 com Nico Rosberg e Lewis Hamilton. “Talvez possamos deixar o carro dois, dois décimos e meio mais rápido. Sete décimos é algo praticamente impossível. O maior problema é o trecho intermediário, onde ele está colocando quatro décimos em cima da galera. Fizemos algumas experiências, mexemos nas asas, mas a evolução foi pequena diante do que precisamos.”

A corrida, incluída na preliminar do Grande Prêmio da Malásia de Fórmula 1, marcará o fechamento da primeira metade da GP2 Ásia e será cumprida na distância de 48 voltas. No domingo, a prova mais curta terá 22 voltas e a ordem de largada obedecerá ao resultado da véspera, invertendo-se as posições dos oito primeiros. O calendário ainda prevê rodadas duplas no Bahrein, novamente dentro da programação da Fórmula 1, e em Dubai (Emirados Árabes Unidos), onde o calendário foi aberto no final de janeiro.

O grid em Sepang ficou assim:

1 – Romain Grosjran (França), ART GP, 1min44s182
2 – Karun Chandhok (Índia), iSport International, 1min44s965
3 – Adrian Vallés (Espanha), Fisichella Motor Sport, 1min45s035
4 – Bruno Senna (Brasil), iSport International, 1min45s094
5 – Luca Filippi (Itália), Q-Meritus Mahara, 1min45s166
6 – Sébastien Buemi (Suíça), Arden, 1min45s182
7 – Fairuz Fauzi (Malásia), SuperNova, 1min45s367
8 – Kamui Kobayashi (Japão), DAMS, 1min45s401
9 – Davide Valsecchi (Itália), Durango, 1min45s471
10 – Vitaly Petrov (Rússia), Barwa-Campos Team, 1min45s483
11 – Yelmer Buurman (Holanda), Arden, 1min45s560
12 – Christian Bakkerud (Dinamarca), SuperNova, 1min45s576
13 – Ho-Pin Tung (China), Trident, 1min45s704
14 – Hiroshi Yoshimoto (Japão), Q-Meritus Mahara, 1min45s719
15 – Ben Hanley (Inglaterra), Barwa-Campos Team, 1min45s870
16 – Stephen Jelley (Inglaterra), ART GP, 1min45s901
17 – Alberto Valério (Brasil), Durango, 1min45s932
18 – Jerome D’Ambrosio (França), DAMS, 1min46s019
19 – Harald Schleghelmilch (Alemanha), Trident, 1min46s069
20 – Milo Pavlovic (Sérvia), BCN Competición, 1min46s093
21 – Diego Nunes (Brasil), DPR, 1min46s186
22 – Michael Herck (Mônaco), Fisichella Motor Sport, 1min46s268
23 – Marco Bonanomi (Itália), Piquet Sports, 1min46s281
24 – Jason Tahinci (Turquia), BCN Competición, 1min46s710
25 – Marcello Puglisi (Itália), Piquet Sports, 1min46s963
26 – Armaan Ebrahim (Indonésia), DPR, 1min47s120

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *