GP2 Asiática: Bruno Senna perde “corrida ganha” em Dubai

Confusão na troca de pneus tira brasileiro da luta pelo vice da série asiática.

Um mal-entendido na comunicação com os boxes roubou uma vitória praticamente certa de Bruno Senna na 9ª e penúltima etapa da Fórmula GP2 Ásia. O piloto brasileiro liderava o GP de Dubai com folga de 12 segundos sobre o segundo colocado, o francês e campeão antecipado Romain Grosjean, quando parou nos boxes para a obrigatória troca de dois pneus. “Falei que o pneu esquerdo dianteiro estava granulando, mas acho que não compreenderam e trocaram apenas um”, relatou Bruno, que acabou tendo de retornar mais tarde para a substituição do segundo pneu e ainda terminou em 9º. No final da prova, no entanto, foi desclassificado e partirá amanhã em 26º e último no encerramento do campeonato.


Bruno largou em segundo, ao lado do pole Grosjean. Tomou a ponta em manobra ousada na primeira volta e, a partir daí, parecia a caminho da primeira vitória na temporada. “Sumi dos caras. O carro estava bom e fui só aumentando a distância. Foi uma pena o que aconteceu. Ainda tentei forçar o máximo para aproveitar o sistema de grid invertido dos oito primeiros para a prova de amanhã, mas não deu. Fiz a volta mais rápida e cheguei encostado no oitavo colocado”, continuou, sem esconder o desapontamento, que aumentaria horas mais tarde com a notícia da desqualificação.


“Tentamos continuar na pista porque o regulamento determina que dois pneus devem ser trocados na primeira corrida. Foi o que fizemos, mas em dois pit stops. Os comissários, então, esperaram o fim da corrida para aplicar a punição”, explicou Bruno, que não tem qualquer ilusão acerca das dificuldades que encontrará em sua participação final na série asiática. “Vou apenas procurar receber a bandeirada final.” Com a penalidade, Bruno perdeu também o ponto extra pela volta mais rápida.


O resultado da 9ª etapa da Fórmula GP2 Ásia:


1 – Romain Grosjean (França), ART GP, 34 voltas em 59min37s711
2 – Sébastien Buemi (Suíça), Arden, a 1s933
3 – Yelmer Buurman (Holanda), Arden, a 3s549
4 – Vitaly Petrov (Rússia), Barwa-Campos Team, a 4s114
5 – Hiroki Yoshimoto (Japão), Q1-Meritus, a 11s364
6 – Marco Bonanomi (Itália), Piquet Sports, a 12s051
7 – Jérome D’Ambrosio (França), DAMS, a 12s596
8 – Milos Pavlovic (Sérvia), BCN, a 13s021
9 – Jason Tahinci (Turquia), BCN, a 29s598
10 – Ho Pin Tung (China), Trident, a 30s297


A nova classificação do campeonato: 1, Romain Grosjean, 60 pontos; 2, Vitaly Petrov, 33; 3, Sébastien Buemi, 32; 4, Bruno Senna e Fairuz Fauzy, 23; 6, Kamui Kobayashi, 22; 7, Adrian Vallés, 19; 8, Davide Valsecchi e Hiroki Yoshimoto, 13; 10, Yelmer Buurman, 11.


Fotos: Sutton Images

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *