GP2 Asiática: Dani Clos vence em Ímola. Romain Grosjean é o campeão

O espanhol Dani Clos (Racing Engineering) venceu neste domingo (20/03), em Ímola, na Itália, a prova de encerramento da temporada. O suíço Fabio Leimer (Rapax) e o holandês Giedo Van der Garde (Addax) completaram o pódio. O francês Romain Grosjean (DAMS) sagrou-se campeão da curta temporada, que teve apenas duas etapas. É o segundo título do francês na categoria (2008-2010).

Clos assumiu a liderança na largada, com o pole-position, o malaio Fairuz Fauzy (Super Nova) perdendo várias posições. Na primeira curva Fauzy acertou a traseira do monegasco Stefano Coletti (Trident), que não teve como evitar o carro do francês Jules Bianchi (ART), rival de Grosjean na disputa pelo título. Com o abandono de Bianchi, Grosjean garantiu o seu segundo título na GP2 Asiática.

Depois da confusão da primeira volta Clos era o líder, seguido por Leimer, van der Garde e Grosjean.

Grosjean passou a pressionar van der Garde, sem conseguir uma maneira de conseguir a ultrapassagem, passando a ter que se preocupar com a aproximação do mexicano Esteban Gutierrez (ART).

Faltando duas voltas para o final, Gutierrez foi para cima de Grosjean, que foi para a grama mantendo a posição.

Leimer pressionou Clos na segunda parte da prova, contudo toda vez que se aproximava, o espanhol respondia, voltando a abrir vantagem. Ao final das 25 voltas Clos venceu com 0s931 de vantagem. Van der Garde foi o 3º.

Grosjean terminou em 4º, mas foi punido com o acréscimo de 20 segundos no tempo, por não respeitar os limites da pista na disputa por posição com Gutierrez, caindo para a 7ª posição. O mexicano passou para 4º, com o romeno Michael Herck (Coloni) em 5º e o norueguês Pal Varhaug, parceiro de equipe de Grosjean, herdando o ponto final.

O brasileiro Luiz Razia (Air Asia) chegou na 14ª posição.

Grosjean sagrou-se campeão com 24 pontos. Bianchi foi o vice com 18, seguido por van der Garde, com 16. Coletti terminou em 4º com 11 pontos.

Final:

1 – Dani Clos – Racing Engineering – 25 voltas
2 – Fabio Leimer – Rapax – 0 “931
3 – Giedo van der Garde – Addax – 4 “007
4 – Esteban Gutierrez – Lotus ART – 8 “366
5 – Michael Herck – Coloni – 15 “312
6 – Pal Varhaug – DAMS – 27 “415
7 – Romain Grosjean – DAMS – 27 “826*
8 – Oliver Turvey – Ocean – 29 “294
9 – Josef Kral – Arden – 29 “721
10 – Luca Filippi – Cologne – 30 “139
11 – Charles Pic – Addax – 32 “505
12 – Andrea Caldarelli – Ocean – 36 “006
13 – Nathanael Berthon – Racing Engineering – 36 “893
14 – Luiz Razia – Air Asia – 38 “998
15 – Max Chilton – Carlin – 39 “815
16 – Marcus Ericsson – iSport – 40 “192
17 – Davide Valsecchi – Air Asia – 42 “100
18 – Julian Leal – Rapax – 1’05 “466
19 – Johnny Cecotto – Super Nova – 1 volta*
20 – Mikhail Aleshin – Carlin – 1 volta
*Punidos

Volta mais rápida: Romain Grosjean 1’28″772

Abandonos:

Sam Bird – iSport – 20 voltas
Rodolfo Gonzalez – Trident – 14 voltas
Fairuz Fauzy – Super Nova – 0 volta
Jules Bianchi – Lotus ART – 0 volta
Stefano Coletti – Trident – 0 volta
Jolyon Palmer – Arden – 0 volta

Campeonato:

1. Romain Grosjean 24
2. Jules Bianchi 18
3. Giedo van der Garde 16
4. Stefano Coletti 11
5. Marcus Ericsson 9
6. Michael Herck 9
7. Fabio Leimer 9
8. Davide Valsecchi 9
9. Dani Clos 8
10. Josef Král 8
11. Esteban Gutierrez 3
12. Sam Bird 2
13. Mohamed Fairuz Fauzy 1
14. Pål Varhaug 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *