GP2 Asiática: Luiz Razia larga no meio do grid mais competitivo do ano

Treino classificatório para a etapa da Malásia terminou com 22 dos 26 pilotos inscritos separados por 0s9. Brasileiro sai na 13ª posição e é o terceiro melhor estreante da categoria.

A penúltima etapa da Fórmula GP2 Asia, que será realizada neste fim de semana como preliminar do GP da Malásia da Fórmula 1, já pode ser considerada a rodada mais competitiva do ano. No treino classificatório desta sexta-feira, nada menos que 22 dos 26 pilotos do grid terminaram a sessão separados por apenas 0s9 – um resultado pouco comum em categorias de monopostos.

Estreante na competição, o brasileiro Luiz Razia surpreendeu mais uma vez e vai largar exatamente na metade do pelotão. À sua frente estão dez pilotos que já disputaram a Fórmula GP2 Asia no ano passado, e apenas dois nomes que, como ele, são novatos no torneio (Pastor Maldonado, 8º, e Davide Rigon, 12º). O resultado também colocou Razia seis posições à frente de seu companheiro na equipe Arden, o italiano Edoardo Mortara.

“Estou largando exatamente na metade do grid, e isso não é ruim para uma estréia, ainda mais em uma etapa tão competitiva quanto essa”, disse o brasileiro. “Consegui me adaptar rapidamente à pista, e isso naturalmente ajudou. A meta agora é terminar a primeira corrida entre os oito primeiros, e assim poder largar em uma posição melhor no domingo”, acrescentou.

Razia tentará colocar em prática a mesma estratégia que rendeu a ele seus primeiros pontos na rodada dupla do Catar. Na ocasião, ele fechou a corrida de sábado em oitavo após boa recuperação, e ganhou o direito de sair na pole position no domingo.

“A primeira corrida é longa, tem 33 voltas e mais ou menos uma hora e quinze minutos. E como está quente aqui, o desgaste do carro deve ser grande. Vou procurar poupar ao máximo os pneus, para conseguir cumprir a estratégia proposta pela equipe”, encerrou o brasileiro.

Veja como ficou o grid de largada para a penúltima etapa da GP2 Asia:
1) Jérôme d’Ambrosio (Dams), 1:45.410
2) Diego Nunes (Piquet GP), 1:45.522
3) James Jakes (Super Nova Racing), 1:45.527
4) Kamui Kobayashi (Dams), 1:45.577
5) Javier Villa (Super Nova Racing), 1:45.649
6) Vitaly Petrov (Barwa Int. Campos Team), 1:45.720
7) Davide Valsecchi (Durango), 1:45.748
8) Pastor Maldonado (ART Grand Prix), 1:45.755
9) Roldan Rodriguez (Piquet GP), 1:45.767
10) Alvaro Parente (My Qi-Meritus.Mahara), 1:45.816
11) Yelmer Buurman (Ocean Racing Technology), 1:45.954
12) Davide Rigon (Trident Racing), 1:45.978
13) Luiz Razia (ArdenTeam International), 1:45.989
14) Rodolfo Gonzalez (Fisichella Motor Sport Int. ), 1:46.053
15) Sakon Yamamoto (ART Grand Prix), 1:46.087
16) Giedo van der Garde (GFH Team iSport), 1:46.105
17) Fabrizio Crestani (Ocean Racing Technology), 1:46.108
18) Sergio Perez (Barwa Int. Campos Team), 1:46.169
19) Edoardo Mortara (ArdenTeam International), 1:46.184
20) Michael Herck (DPR), 1:46.259
21) Hamad Al Fardan (GFH Team iSport), 1:46.265
22) Marco Bonanomi (My Qi-Meritus.Mahara), 1:46.315
23) Giacomo Ricci (DPR), 1:46.604
24) Ricardo Teixeira (Trident Racing), 1:47.838
25) Kevin Nai Chia Chen (Fisichella Motor Sport Int. ), 1:49.642
26) Michael Dalle Stelle (Durango), 1:49.857

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *