GP2 Asiática: Romain Grosjean é o primeiro campeão

O francês Romain Grosjean, da ART, conquistou o título da primeira temporada da GP2 Asiática, depois da rodada dupla disputada neste final de semana em Sahkir, no Bahrein. O francês venceu uma prova e com os 58 pontos somados não pode ser mais ser superado nas duas provas restantes da temporada. O japonês Kamui Kobayashi, da Dams, venceu a prova deste domingo (06/04).

Partindo da pole-position, Grosjean venceu no sábado (05/04), seguido pelo suíço Sebastien Buemi, da Arden e Kobayashi fechando o pódio.


Grosjean não largou bem, perdendo a ponta para a dupla da iSport, o indiano Karun Chandhok e o brasileiro Bruno Senna. Um acidente na primeira curva, com os italianos Luca Filippi, da Meritus e Marco Bonanomi, da Piquet, provocou a entrada do Safety-car na pista. O brasileiro Alberto Valério, da Durango, também se envolveu e abandonou.


A maioria dos pilotos foi para os boxes, com o líder Chandhok rodando quando retornava a pista, devido aos pneus frios. Senna acabou tendo que esperar a parada do parceiro de equipe , retornando a pista na 12º posição.


O sérvio Milos Pavlovic, da BCN, se manteve na pista e assumiu a liderança, seguido pelo japonês Hiroki Yoshimoto, da Meritus, o espanhol Adrian Valles, da FMSI e Grosjean. Com a corrida reiniciada Grosjean passou Valles no final da reta principal. Com o carro muito mais lento, logo Pavlovic foi sendo superado.


Grosjean passou Yoshimoto e reassumiu a liderança, vencendo com 12 segundos de vantagem sobre Buemi.


Senna fez uma grande prova de recuperação, terminando em 4º lugar. O brasileiro Dego Nunes, da DPR, marcou seus primeiros pontos com o 7º lugar. O russo Vitaly Petrov, da Campos, rival de Grosjean na luta pela taça, foi apenas o 10º colocado.


Com o dobro de pontos de Petrov, 48 a 24, Grosjean colocou a mão na taça da temporada. Senna e o malaio Fairuz Fauzy, com 23, mantinham a esperança de serem campeões.
 
Com o oitavo lugar, Chandhok garantiu a pole-position para a prova de domingo (06/05), formando a primeira fila com Nunes. Na prova curta apenas os seis primeiros pontuam.


Com problemas no carro, Bruno Senna não largou para a prova, perdendo assim as chances que tinha de levar o titulo. Na largada Chandhok e Nunes se tocaram e abandonaram a corrida.


Petrov assumiu a ponta, seguido por Grosjean. Na última curva da primeira volta o francês superou o russo, abrindo vantagem sobre o resto do pelotão.


Na 5º volta Kobayashi assumiu a segunda posição, ao superar Petrov.  Na metade da prova Grosjean começou a ter problemas nos freios, saindo da pista e perdendo a liderança para Kobayhashi na 13º volta. Pouco depois o francês foi superado por seis carros, abandonando a prova na 17º volta.


Na voltas finais Buemi ultrapassou Petrov, o que significou a garantia do título para Grosjean, com uma etapa de antecedência.


Valério terminou em 17º.


A última rodada dupla, no próximo final de semana em Dubai.


Final, sábado ( 05/04):


1 – Romain Grosjean – ART – 34 voltas em 1.04’03″530
2 – Sebastien Buemi – Arden – 12″030
3 – Kamui Kobayashi – Dams – 19″148
4 – Bruno Senna – iSport – 27″232
5 – Adrian Valles – FMSI – 29″747
6 – Davide Valsecchi – Durango – 36″657
7 – Diego Nunes – DPR – 37″226
8 – Karun Chandhok – iSport – 39″431
9 – Yelmer Buurman – Arden – 39″974
10 – Vitaly Petrov – Campos – 42″555
11 – Jerome D’Ambrosio – Dams – 43″444
12 – Hiroki Yoshimoto – Meritus – 49″053
13 – Armaan Ebrahim – DPR – 51″240
14 – Harald Schlegelmilch – Trident – 52″398
15 – Michael Herck – FMSI – 52″799
16 – Stephen Jelley – ART – 59″618
17 – Jason Tahinci – BCN – 1’00″209
18 – Marcello Puglisi – Piquet – 1’08″461
19 – Milos Pavlovic – BCN – 1’28″912


Volta mais rápida: Romain Grosjean 1’45″453


Abandonos:


Fairuz Fauzy – 24 voltas
Ho Pin Tung – 24 voltas
Ben Hanley – 8 voltas
Christian Bakkerud – 1 volta
Alberto Valerio – 0 volta
Luca Filippi – 0 volta
Marco Bonanomi – 0 volta



Final, domingo ( 06/04):


1 – Kamui Kobayashi – Dams – 23 voltas em 40’59″270
2 – Sebastien Buemi – Arden – 0″861
3 – Vitaly Petrov – Campos – 6″526
4 – Hiroki Yoshimoto – Meritus – 9″127
5 – Harald Schlegelmilch – Trident – 15″801
6 – Davide Valsecchi – Durango – 17″016
7 – Ho Pin Tung – Trident – 20″788
8 – Yelmer Buurman – Arden – 21″543
9 – Stephen Jelley – ART – 22″669
10 – Ben Hanley – Campos – 28″217
11 – Luca Filippi – Meritus – 29″337
12 – Jerome D’Ambrosio – Dams – 29″406
13 – Jason Tahinci – BCN – 36″450
14 – Michael Herck – FMSI – 39″022
15 – Milos Pavlovic – BCN – 49″735
16 – Armaan Ebrahim – DPR – 1’39″993
17 – Alberto Valerio – Durango – 1 volta


Volta mais rápida: Sebastien Buemi 1’45″455


Abandono:


Marco Bonanomi – 19 voltas
Romain Grosjean – 17 voltas
Karun Chandhok – 11 voltas
Adrian Valles – 7 voltas
Christian Bakkerud – 3 voltas
Diego Nunes – 1 volta
Marcello Puglisi – 1 volta
Fairuz Fauzy – 0 volta


Não largou:
Bruno Senna


Campeonato:


1.Grosjean 48;
2.Petrov 28;
3.Buemi 24;
4.Fauzy, Senna 23;
6.Kobayashi 22;
7.Valles 19;
8.Valsecchi 13;
9.Yoshimoto 9;
10.Chandhok 7;
11.Soucek, D’Ambrosio, Hanley 6;
14.Buurman, Pavlovic 5;
16.Filippi 4;
17.Schlegelmilch 3;
18.Valerio, Nunes 2;
20.Tung 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *