GP2 Series: Apesar de resultado ruim, Jimenez agrada equipe

Brasileiro está em negociação adiantada na Fórmula 3 Espanhola, mas possibilidade de ingressar na GP2 também existe.

O brasileiro Sérgio Jimenez teve um bom segundo dia de treinos em Barcelona, na Espanha, onde a Fórmula GP2 realizou ensaios nesta quinta e sexta-feiras. Sérgio terminou o treino da tarde no 18º lugar, uma posição que aparentemente não impressiona, mas causou boa repercussão junto à Racing Engineering, time que ainda estuda os candidatos para ocupar seu segundo carro na temporada 2007 da categoria. Sérgio ficou a apenas 0s2 de seu companheiro de equipe, o espanhol Javier Villa, que tem muito mais experiência ao volante dos GP2. “Eu poderia ter sido mais rápido, mas fui atrapalhado na melhor volta do meu jogo novo de pneus. Então, acho que a equipe gostou do que fiz na pista”, diz o brasileiro.

Jimenez não esperava o convite para o treino da GP2, mas aceitou e ficou feliz com o resultado: “Toda vez que saída do box com novos ajustes, o carro ficava melhor. Ou seja, conseguimos trabalhar bem”, conta Jimenez. Os engenheiros da equipe cumprimentaram o brasileiro pelo trabalho, especialmente por que Sérgio tinha uma enorme desvantagem em termos de experiência com o carro da GP2 em relação a todos os demais protagonistas do treino: “Este carro tem reações bem distintas das que apresenta o Fórmula 3, com o qual estou acostumado. Então ainda tenho muito a evoluir em termos de pilotagem e entendimento de suas reações”, admitiu Jimenez. “O bom é que a equipe sabe disso e então achou o resultado do teste muito bom. Agora, vamos ver o que acontece nas próximas semanas, quando a Racing Engineering vai decidir quem será o piloto para 2007. De meu lado estou tranqüilo, pois tenho negociações adiantadas na Fórmula 3 Espanhola. Parece que 2007 será um ano muito bom”, diz o brasileiro.

Foto: Andrew Ferraro/GP2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *