GP2 Series: Brasileiros iniciam na França pré-temporada da Fórmula GP2

Treze equipes e 26 pilotos, entre eles os brasileiros Xandinho Negrão (Minardi Piquet Sports), Bruno Senna (Arden International), Lucas di Grassi (ART Grand Prix) e Antonio Pizzonia (FMS International), iniciam amanhã a primeira das três sessões de testes que antecedem à abertura da terceira temporada da Fórmula GP2. Os ensaios serão realizados no circuito francês de Paul Ricard, berço e base da modalidade que vem cumprindo fielmente a proposta de sua criação – fornecer a reposição de valores para a Fórmula 1.

Antes da estréia no GP do Bahrein, na rodada dupla de 14 e 15 de abril, a Fórmula GP2 ainda passará por Barcelona (8 e 9 de março) e novamente Paul Ricard (15 e 16 de março). As principais novidades no carro de 2007 estão na aerodinâmica, que apresenta mudanças significativas nas asas traseira e dianteira, nas laterais e no capô do motor. Xandinho está iniciando seu terceiro e possivelmente último ano na categoria. “Houve uma grande renovação no grid, com a chegada de muita gente boa. Mas outros nomes fortes continuam e sugerem que a competitividade será a mesma de sempre. Espero usar a experiência que adquiri na GP2 e brigar lá na frente”, diz o campeão sul-americano de Fórmula 3 de 2004.

Antiga Piquet Sports, a equipe de Xandinho passou a chamar-se Minardi Piquet Sports depois da fusão com o time italiano. O diretor-técnico Felipe Vargas vai trabalhar diretamente como engenheiro de Xandinho, que terá como companheiro o novato espanhol Roldan Rodriguez, oriundo da Fórmula 3 em seu país.

Por conta das alterações no carro, Xandinho sabe que o trabalho em Paul Ricard será intenso. “Teremos dois sets de pneus por dia para esses treinos. No primeiro começaremos com um jogo novo e nosso melhor acerto de 2006. A primeira parte do dia será também para desenferrujar, já que não piloto há dois meses e me entender com a nova aerodinâmica. As novas asas devem dar menos arrasto, mas o aumento de pressão vai pregar a traseira no chão e provocar as saídas de frente. Vamos mexer no carro aos poucos, inclusive no acerto mecânico.”

Atual bicampeã da Fórmula GP2, a ART Grand Prix virá com uma nova dupla em 2007. Com o título em mãos, Lewis Hamilton foi para a McLaren e estréia na Fórmula 1, enquanto Alexandre Prémat deixou a equipe. Seus lugares foram ocupados por Lucas di Grassi e Michael Ammermüller, que abriu a vaga na Arden International para Bruno Senna, revelação da Fórmula 3 inglesa. Com o objetivo de ganhar o campeonato e merecer nova oportunidade na Fórmula 1, Antonio Pizzonia acertou com a FMS, equipe de propriedade do piloto Giancarlo Fisichella.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *