GP2 Series: Bruno Senna e Alberto Valério têm primeiro contato com a categoria

Cinco pilotos brasileiros participaram nesta terça-feira (03) dos testes coletivos de pré-temporada da GP2, a principal categoria de acesso à Fórmula 1, em Paul Ricard, na França. Além de Lucas di Grassi e Xandinho Negrão, que fizeram toda a temporada de 2006, três compatriotas que podem estrear no ano que vem estiveram presentes na pista francesa.


O grande destaque foi o retorno de Antonio Pizzonia, piloto com passagem pela Fórmula 1, que andou num carro da FMS (equipe de Giancarlo Fisichella). Os outros dois brasileiros, Bruno Senna e o mineiro Alberto Valerio, estão chegando da Fórmula 3 Inglesa e treinaram pela primeira vez com um carro da GP2, obtendo desempenho bastante parecido.

 


O treino serve de experiência para Alberto Valerio, que depois de fazer sua primeira temporada na Europa ainda não sabe se continua na Fórmula 3 Inglesa ou segue direto para a GP2. Os resultados obtidos nos dois dias de testes em Paul Ricard vão ajudar na decisão. Sua primeira impressão da categoria foi a melhor possível. “Adorei o carro. Foi tudo muito bacana, bem diferente. Não conhecia a pista e o carro é mais potente do que eu esperava. Foi um dia de aprendizado, ainda estou cometendo alguns erros normais para quem anda pela primeira vez na categoria, mas a avaliação foi positiva”, disse o piloto, que pilotou o carro da Piquet Sports, justamente no dia que o time anunciou uma parceria com a Minardi.


 


Ao longo de todo o dia, o piloto mineiro completou 86 voltas (foram 41 pela manhã e 45 à tarde) e só reclamou da falta de pneus novos. “Nós só podíamos passar dois jogos de pneus. O que pude perceber é que o composto aqui na GP2 dura em média dez voltas. Depois, o carro fica muito difícil de guiar e o tempo não vem mais”, comentou o piloto, que espera aproveitar ao máximo o segundo dia de treinos, nesta quarta-feira (04). Alberto Valerio teve boas referências para analisar seu rendimento neste primeiro teste. Ele ficou exatamente atrás de Bruno Senna e registrou uma volta melhor que Christan Bakkerud, que também fizeram suas estréias com o carro da GP2.


 


Os tempos em Paul Ricard:


1 Giorgio Pantano (Itália), Campos Racing, 1min14s390
2 Andreas Zuber (Áustria), Trident Racing, 1min14s624
3 Fauruz Fauzy (Malásia), Durango, 1min14s931
4 Franck Perera (FMS International), 1min15s039
5 Kaziki Nakajima (Japão), DAMS, 1min15s066
6 Lucas di Grassi (Brasil), SuperNova, 1min15s081
7 Xandinho Negrão (Brasil), Minardi Team by Piquet Sports, 1min15s169
8 Sérgio Hernandez (Espanha), Racing Engineering, 1min15s249
9 Javier Villa (Espanha), Racing Engineering, 1min15s327
10 Mike Conway (Inglaterra), Arden International, 1min15s514
14 Antonio Pizzonia (Brasil), FMS International, 1min15s688
20 Bruno Senna (Brasil), DPR, 1min16s654
21 Alberto Valério (Brasil), Minardi Team by Piquet Sports, 1min16s758

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *