GP2 Series: Bruno Senna inicia fase mais importante da carreira

Bom resultado na temporada é fundamental para realizar sonho de chegar à F1.

É somente uma feliz coincidência que a segunda temporada na Fórmula GP2 comece no mesmo circuito de Barcelona onde Bruno Senna conquistou no ano passado sua primeira e até agora única vitória na principal divisão de acesso à Fórmula 1. Na avaliação do brasileiro, que não hesita em apontar 2008 como o ano mais importante de uma carreira iniciada apenas no segundo semestre de 2004, a expectativa otimista para a estréia no GP da Espanha neste final de semana não pode desprezar as mudanças experimentadas pela categoria.


“Ganhei aqui em 2007, logo em minha terceira corrida, mas as circunstâncias agora são outras. O carro é novo, pilotos trocaram de equipes, as circunstâncias são outras. Aquela vitória não fará qualquer diferença neste aspecto. Espero apenas que estejamos tão competitivos quanto naquela época”, afirma o piloto da iSport International, equipe que levou o alemão Timo Glock ao título no campeonato passado.


Com a franqueza habitual, Bruno reconhece que seu futuro no automobilismo dependerá do que fizer neste ano. “No fim do campeonato é que saberemos o que vai acontecer. Meu projeto sempre esteve atrelado à Fórmula 1. É nela que sempre quis correr e é com esse objetivo que venho trabalhando. Sei que não é e nunca foi fácil chegar lá, mas tenho total confiança que meu sonho será alcançado”, garante.


Bruno fechou a classificação geral de 2007 em 8º lugar. Reconhece que os padrões de exigência que ele mesmo se impõe se tornam mais severos. “No ano passado, terminar na posição em que fiquei não deixou de ser algo expressivo. Agora, o terceiro lugar será uma posição razoável, o segundo pode ser considerado bom e o ideal é ser campeão. Se o alvo é mais difícil de atingir, tenho mais experiência. Atualmente, um dia ruim é aquele em que fico em 5º”, observa o paulista de 24 anos, que finalizou a GP2 Ásia – espécie de torneio de pré-temporada em 10 etapas – na 4ª colocação.


As 10 provas que realizou em Dubai (quatro rodadas duplas), Indonésia, Malásia e Bahrein, entre o final de janeiro e meados deste mês, dão a Bruno a convicção de que poderá mesmo lutar pelo título da GP2 e suceder a Nico Rosberg, Lewis Hamilton e Timo Glock, os campeões da modalidade inaugurada em 2005 e que acabaram garantindo uma vaga na Fórmula 1. “Salvo qualquer coisa bizarra, como alguns acontecimentos imprevisíveis que me derrubaram na GP2 Ásia, acho que estarei na briga. Romain Grosjean, que venceu a série, Giorgio Pantano, experiente e rápido, e Luca Filippi, que será companheiro de Grosjean na ART GP, devem ser os adversários mais difíceis”, avalia. Entre os incidentes pouco comuns que vitimaram Bruno está a troca de apenas um pneu (e não os dois regulamentares) numa prova no Bahrein em que liderava com ampla vantagem – o erro da equipe custou sua desclassificação pelos comissários desportivos.


Nesta quinta-feira, no final da tarde, pilotos e equipes participariam da solenidade de inauguração da quarta temporada da Fórmula GP2 no circuito da Catalunha. As atividades de pista serão abertas na sexta-feira, com uma sessão de treinos livres das 6h55 às 7h25 (Brasília) e a tomada classificatória da abertura da rodada dupla marcada para o período das 11 às 11h30. Além de Bruno, o Brasil estará representado pelos pelo mineiro Alberto Valério (Durango) e pelo paulista Diego Nunes (DPR), estreantes na série principal. Sábado, a largada para as 39 voltas da primeira etapa será autorizada às 11 horas; domingo, com o grid invertido dos oito melhores da véspera e distância reduzida para 26 voltas, a segunda corrida começará às 5h30. O SporTv exibirá as provas. A de sábado em VT, a partir das 15h30, e a de domingo, ao vivo.


O calendário da Fórmula GP2 é este:


26-27 de abril – GP da Espanha (Barcelona)
10-11 de maio – GP da Turquia (Istambul)
23-24 de maio – GP de Mônaco (Montecarlo)
21-22 de junho – GP da França (Magny-Cours)
05-06 de julho – GP da Inglaterra (Silverstone)
19-20 de julho – GP da Alemanha (Hockenheim)
02-03 de agosto – GP da Hungria (Hungaroring)
23-24 de agosto – GP da Europa (Valência)
06-07 de setembro – GP da Bélgica (Spa-Francorchamps)
13-14 de setembro – GP da Itália (Monza)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *