GP2 Series: Di Grassi é o quinto colocado em Mônaco

Problema durante o pit stop tira pódio do brasileiro nas ruas de Monte Carlo.

Depois de uma largada muito boa, onde pulou da quinta para a terceira posição, o brasileiro Lucas di Grassi, da equipe ART Grand Prix, enfrentou problemas na sua parada obrigatória para a troca de pneus e perdeu a chance de brigar por um pódio neste sábado (dia 26) na disputa da 5ª etapa da temporada 2007 da Fórmula GP2, realizada em Mônaco. O paulista, de 22 anos, perdeu colocações nos boxes e terminou a prova em quinto lugar.

O venezuelano Pastor Maldonado foi a surpresa do final de semana. Depois de largar da pole, ele venceu a corrida e não chegou a ser ameaçado pelos adversários. O piloto da Trident Racing concluiu as 45 voltas da etapa em 1h06min49s495, com mais de oito segundos de vantagem para o segundo colocado, Giorgio Pantano. O alemão Timo Glock, líder do campeonato, completou o pódio, chegando em terceiro.

Lucas, que era o quinto no grid, fez uma ótima largada. Ele conseguiu desviar do carro de Andreas Zuber, que ficou parado, e ainda superou o companheiro Sebastien Buemi. Com um bom desempenho de seu carro, tudo caminhava bem até o pit stop, faltando pouco menos de 30 voltas para o final.

“Ainda estamos analisando, tentando entender o que aconteceu. Não temos uma posição oficial sobre o motivo que fez nossa parada ser tão ruim. Entrei nos boxes em segundo e voltei para a pista em quinto”, comentou o piloto. “O carro estava bem durante a prova e, não fosse esse problema, estaríamos no pódio”, finalizou Lucas, que soma 18 pontos no campeonato e divide a terceira posição com o compatriota Bruno Senna na tabela do campeonato.

A pista estreita das ruas do Principado, sem pontos de ultrapassagem e com os guard-rails bem próximos, levou muitos pilotos a cometerem erros. A 21 voltas do final, a corrida teve a entrada do primeiro Safety Car, após um acidente com o piloto Javier Villa. O carro de segurança mal havia saído da pista e foi obrigado a retornar, depois de um novo incidente, desta vez com o piloto Jason Tahinci. Dos 26 carros na disputa, apenas 15 cruzaram a linha de chegada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *