GP2 Series: ‘Em casa’, Bruno Senna sonha com primeira pole na categoria

No circuito com o qual está mais familiarizado, Bruno Senna pode estar próximo da conquista da primeira pole na Fórmula GP2. Depois de largar em 3º na semana passada em Magny-Cours (França), autódromo onde jamais havia pisado antes, o piloto da Arden International acredita que suas chances amanhã na tomada classificatória da primeira corrida da rodada dupla em Silverstone são bem maiores.

“É uma pista que conheço bem. Andei lá nos dois últimos anos na Fórmula 3 inglesa e fiz boas corridas no seco, no molhado, com o asfalto úmido…”, lembrou Bruno, que no mês passado ganhou as duas provas do Ferrari Challenge no mesmo traçado grand prix que será usado pela GP2 e pela Fórmula 1 neste fim de semana. Ele aceitou o convite da organização do evento exatamente para “treinar” em Silverstone já de olho no Grande Prêmio da Inglaterra, oitava e nona etapas do calendário.

A confiança de Bruno Senna num bom desempenho no templo do automobilismo britânico está baseada também na evolução do carro da Arden International depois dos testes coletivos de junho em Paul Ricard. Na oportunidade, em consonância com o engenheiro Mick Cook, Bruno experimentou uma série de mudanças no acerto das suspensões e os resultados foram positivos. “Já tínhamos um bom carro na configuração de corrida, e ele melhorou bastante com os pneus novos, para a classificação”, explicou.

O verão na Inglaterra está sendo marcado pela alternância de dias de sol e outros com chuvas pesadas que vêm castigando severamente várias regiões do País. A previsão de mau tempo para os próximos dias não se constitui em problema para o estreante brasileiro, que dominou com folga um dos testes de pré-temporada realizado com asfalto encharcado. “Gosto muito e me adapto legal à pista molhada. Nunca fiz qualquer treinamento específico, não saberia explicar as razões, só sei que me sinto à vontade na chuva”, disse Bruno Senna, que começou na Fórmula BMW inglesa no final de 2004 sem jamais ter corrido no Brasil.

Bruno é um dos sete ganhadores numa temporada em que nenhum piloto conseguiu chegar à segunda vitória. Em Magny-Cours, fez seu melhor resultado no grid ao largar em terceiro no sábado. Terminou a corrida na mesma posição, subiu ao pódio pela segunda vez no ano e ocupa agora a quarta colocação no campeonato, com 24 pontos. Bruno passou a última terça-feira em Newcastle, no nordeste da Inglaterra, trabalhando no desenvolvimento do videogame que os promotores do Ferrari Challenge lançarão brevemente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *