GP2 Series: Guerin lamenta tráfego na volta boa em Mônaco

Cronometragem indicava melhora de um segundo no tempo do piloto brasileiro.

Em seu primeiro contato com o desafiador circuito de rua de Montecarlo, o paulista Victor Guerin disse que o tráfego o impediu de alcançar uma posição muito melhor que o 24º lugar no grid da prova de abertura da rodada dupla da Fórmula GP2 em Mônaco. “Infelizmente, na minha volta boa dos pneus novos, peguei o Max Chilton no túnel, desacelerando a caminho dos boxes. Até aquele setor, eu estava baixando sete décimos e a cronometragem indicava um ganho de mais de um segundo. Eu viraria bem próximo de outros estreantes, como o Felipe Nasr”, explicou. O venezuelano Johnny Cecotto, comprovando a boa fase dos pilotos do país iniciada com a vitória de Pastor Maldonado no GP da Espanha, partirá na pole da corrida de amanhã, cuja largada está marcada para as 5h30 (Brasília).
Guerin, incluído no primeiro dos dois grupos dos treinos classificatórios, sairá em 24º enquanto o baiano Luiz Razia largará em 5º e Felipe Nasr em 18º. A ordem foi determinada pela melhor volta dos carros de números ímpares, que fecharam as tomadas de tempo. Com pouquíssimo tempo para se adaptar ao traçado, os habituais 30 minutos de ensaios livres da manhã, Guerin ainda precisou pedir ajustes no banco do carro da Ocean Racing Technology. “Ele estava muito baixo e me deixando com dificuldades para enxergar a pista”, justificou Guerin, que chegou a conversar com o amigo Felipe Massa em busca de dicas sobre o traçado e o comportamento dos pneus macios e supermacios comuns às duas categorias.
Depois da boa impressão deixada na estreia em Barcelona, onde estabeleceu a volta mais rápida da segunda prova, Guerin encontrou pela frente um circuito traiçoeiro e perigoso, capaz de cobrar um preço altíssimo àqueles que tentaram ultrapassar seus limites – as duas sessões chegaram a ser interrompidas por causa de acidentes. “A verdade é que Mônaco é muito diferente e bem mais difícil do que se imagina quando se vê as corridas pela televisão”. O contrato de Gueron com a Ocean Racing Technology vale até o fim de semana, mas os dirigentes da equipe estão buscando uma forma de mantê-lo na categoria pelo restante do calendário. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *