GP2 Series: Jimenez pontua novamente na Espanha

Depois de largar em 19º e chegar em 7º na prova do sábado, Sérgio voltou a somar pontos com o 5º lugar neste domingo

Com duas posições pontuadas, o estreante brasileiro Sérgio Jimenez saiu satisfeito da segunda rodada dupla da GP2, realizada neste fim de semana no Circuito da Catalunha, Espanha. Na primeira prova, realizada sábado, o piloto paulista largou apenas em 19º mas surpreendeu ao chegar na sétima posição após uma bela série de ultrapassagens que lhe valeram os primeiros pontos no difícil torneio. Na prova deste domingo, Sérgio saiu em segundo e acabou em quinto, depois de ter dificuldades de tração no lado sujo da pista na largada, quando caiu para sexto.


“Acho que este foi um fim de semana fantástico, quase tudo deu certo e nossa equipe – Racing Engineering – trabalhou muito bem”, avaliou Jimenez. “Mostramos que podemos andar forte, como aconteceu especialmente na primeira corrida, e agora vamos tentar repetir esse desempenho daqui para a frente. Na segunda prova, foi uma pena, mas a sujeira do meu lado fez o carro destracionar por alguns instantes – e na GP2 isso é o suficiente para você perder várias posições na largada; foi o que aconteceu. Tudo bem, foi um fim de semana muito bom, tivemos um grande progresso, e espero continuar nessa evolução”, comentou o piloto.


Ultrapassar na circuito catalão é sabidamente difícil. Mas, após perder quatro posições na largada da prova deste domingo, Jimenez ainda recuperou o quinto lugar ao passar o russo Mikhail Aleshin, da bicampeã equipe ART Grand Prix, uma das favoritas ao título novamente. “Foi o que deu para fazer, pois nesta segunda prova meu carro não tinha o desempenho dos líderes. Então, chegar em quinto foi lucro”, comentou Jimenez. “Na GP2 temos dois tipos de corrida: a do sábado, mais longa, com cerca de 180 quilômetros, e a de domingo, com aproximadamente 120 quilômetros. Nossa equipe já conseguiu um acerto muito bom para a primeira prova, que desgasta mais os pneus. Agora, precisamos melhorar o carro para a segunda prova, do domingo, quando os carros acabam com pneus mais íntegros – nesta condição, ainda temos dificuldades. Já detectamos algumas coisas que podemos fazer e vamos testá-las da próxima vez que formos treinar, no fim de semana da prova de Mônaco, que acontece dia 26 de maio”.


 A prova da GP2 teve novamente um brasileiro no pódio: Lucas Di Grassi, da ART Grand Prix, que terminou em terceiro. Bruno Senna, da Arden, ficou em quarto, com o amazonense Antonio Pizzonia (FMSI) chegando em oitavo. O paulista Xandinho Negrão não participou da corrida, pois foi retido no hospital para exames de precaução depois do acidente que sofreu na prova do sábado. Entre testes e corrida, este foi o primeiro evento da história da GP2 que não contou com a participação do piloto da equipe Minardi-Piquet. A vitória na corrida foi do alemão Timo Glock, da iSport, que agora soma 31 pontos na liderança do torneio. Bruno Senna está em segundo, com 18.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *