GP2 Series: Lucas trabalha no desenvolvimento do novo carro

Enquanto aguarda definição de seu futuro, piloto brasileiro fornece parâmetros para evolução do modelo que estréia oficialmente em 2008. Depois de conquistar o vice-campeonato mundial de Fórmula GP2 em uma temporada memorável e cheia de reviravoltas, o brasileiro Lucas Di Grassi continua ao volante.

No início desta semana ele trabalhou nos testes do novo carro da categoria, que substituirá o atual modelo e será usado nos próximos três Campeonatos, de 2008 a 2010. Os experimentos aconteceram no circuito francês de Paul Ricard: “Testamos algumas novas peças e modificações que devem fazer uma boa diferença em termos de desempenho”, comentou Di Grassi, um dos poucos pilotos no mundo que podem ingressar no seleto clube dos profissionais da Fórmula 1 já no ano que vem. “Este modelo será mais rápido e confiável que o utilizado entre 2005 e 2007”, confia Di Grassi. “O trabalho de engenharia foi muito bom. É realmente uma boa evolução”.


Di Grassi permanece em compasso de espera em relação a seu futuro. Piloto contratado pelo programa de apoio a jovens talentos da equipe Renault de Fórmula 1, Lucas aguarda a movimentação na troca de pilotos e equipes da categoria e espera “estar empregado em 2008”, como ele se refere à pretendida função de piloto oficial ou de testes. A porta mais lógica é a própria Renault. “Como todo mundo que tem alguma chance de estar vinculado a uma equipe de F-1 em 2008, eu estou aguardando as negociações evoluírem. Mas não me vejo fazendo outra coisa que não seja em função de me levar até a F-1. Acho que este ano, na GP2, pude mostrar do que sou capaz. Agora, é esperar a minha chance na F-1. Enquanto isso, vou trabalhando nos testes, o que eu realmente gosto muito de fazer”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *