GP2 Series: Luiz Razia vence na Itália. Nico Hulkenberg é Campeão antecipado

O brasileiro Luiz Razia, da Coloni, venceu neste domingo (13/09), em Monza, na Itália, a prova de encerramento da 9ª rodada dupla da temporada. Foi a primeira vitória de Razia na categoria. Lucas di Grassi, da Racing Engineering, completou a dobradinha verde e amarela. Com a terceira posição o alemão Nico Hulkenberg, da ART, garantiu o titulo por antecipação.

Depois de ficar de fora da etapa da Bélgica, devido a problemas judiciais envolvendo a sua equipe, Razia conquistou o seu primeiro ponto na prova de sábado. O brasileiro foi beneficiado pela punição imposta ao português Alvaro Parente, da Ocean, que caiu da 7ª para a 11ª posição, alçando Razia para a 8ª posição e consequentemente a pole-position para a prova curta de domingo.

Com o tempo estável, ao contrário do sábado quando a chuva caiu forte em Monza, Razia fez uma largada perfeita, mantendo a primeira posição, seguido por di Grassi, que ganhou cinco posições na partida.

Di Grassi pressionou Razia no começo da prova, mas seu carro começou a perder rendimento nas voltas finais, deixando Razia tranquilo na frente, para vencer de ponta a ponta. Di Grassi foi o 2º, 2s576 atrás do compatriota. Hulkenberg garantiu a última posição no pódio, e o titulo com uma rodada de antecipação.

O belga Jerome D’Ambrosio, da Dams, foi o 4º. O russo Vitaly Petrov, da Barwa Addax, que tinha remotas chances de ser campeão, cometeu um erro na 14ª volta, quando pressionava Hulkenberg, caindo para a 5ª posição.

Vencedor da prova de sábado, o holandês Giedo van der Garde, da iSport, fechou a zona de pontos, após se envolver em dois acidentes na primeira chicane do circuito. Primeiro, na 5ª volta, o holandês empurrou o italiano Edoardo Mortara, da Arden, para a área de escape, na disputa pela 6ª posição. Com uma peça do carro presa a roda, o italiano entrou nos boxes, abandonando. Na volta seguinte, no mesmo ponto, der Garde acertou Parente, que também abandonou.

O Safety-Car foi acionado logo na primeira volta, depois de um toque entre o espanhol Dani Clos, da Racing Engineering e o brasileiro Diego Nunes, da iSport. Ambos os carros pararam na brita, o de Clos de cabeça para baixo.  Foram tres voltas com o carro de segurança na pista.

O brasileiro Alberto Valério, da Piquet GP, foi o 11ª colocado.

Hulkenberg, com 90 pontos, tornou-se o primeiro piloto a vencer o campeonato com uma rodada de antecedência. Petrov, com 68 e di Grassi, que tem 57, disputam o vice-campeonato.

A última rodada dupla acontece no próximo final de semana, no circuito do Algarve, em Portugal.

Final:

1 – Luiz Razia – Coloni – 21 voltas em 35m12s921
2 – Lucas Di Grassi – Racing Engineering – 2″576
3 – Nico Hulkenberg – ART – 4″955
4 – Jerome D’Ambrosio – Dams – 7″374
5 – Vitaly Petrov – Barwa Addax – 7″920
6 – Giedo Van der Garde – iSport – 8″687
7 – Roldan Rodriguez – Piquet GP – 9″133
8 – Davide Rigon – Trident – 13″395
9 – Davide Valsecchi – Barwa Addax – 24″809
10 – Javier Villa – Super Nova – 25″492
11 – Alberto Valerio – Piquet GP – 26″254
12 – Karun Chandhok – Ocean – 33″526
13 – Michael Herck – DPR – 35″320
14 – Ricardo Teixeira – Trident – 59″622

Volta mais rápida: Luca Filippi 1’32″553

Abandonos:

Pastor Maldonado – ART -19 voltas
Johnny Cecotto – DPR – 18 voltas
Kamui Kobayashi – Dams – 18 voltas
Luca Filippi – Super Nova – 15 voltas
Andreas Zuber – Coloni – 11 voltas
Alvaro Parente – Ocean – 6 voltas
Edoardo Mortara – Arden – 6 voltas
Sergio Perez – Arden – 1 volta
Diego Nunes – iSport – 0 volta
Dani Clos – Racing Engineering – 0 volta

Campeonato
1.Hulkenberg 90; 2.Petrov 66; 3.Di Grassi 57; 4.Grosjean 45; 5.Maldonado 36; 6.Van der Garde 33; 7.D’Ambrosio 29; 8.Parente 27; 9.Filippi 24; 10.Perez, Villa 22.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *