GP2 Series: Max Chilton vence em Hungaroring

O britânico Max Chilton (Carlin) venceu neste sábado (28/07), em Hungaroring, na Hungria, a prova de abertura da 9ª etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Chilton na categoria. O italiano Davide Valsecchi (DAMS) e o brasileiro Luiz Razia (Arden) completaram o pódio.

Pole-position Chilton manteve a ponta na largada, seguido por Valsecchi e Razia. Com o inicio dos pit stops obrigatórios, o brasileiro foi o primeiro dos ponteiros a entrar nos boxes, na 12ª volta, trocando os pneus super macios pelos médios.   Na seguinte Chilton e Valsecchi foram para os pits, com o britânico sendo mais rápido, ao trocar apenas os pneus traseiros médios. O italiano trocou os quatro pneus, de super macios para médios.     

Com alguns pilotos ainda sem fazer a parada nos pits, Chilton perdeu tempo atrás do colombiano Julian Leal (Trident), o que permitiu Valsecchi e Razia, encostarem no inglês.  Leal parou na 25ª volta, deixando os cinco primeiros separados por pouco mais de um segundo.

Com pista livre Chilton abru 1s4 de vantagem sobre Valsecchi. Porém nas voltas finais o italiano começou a tirar a diferença volta a volta, chegando a ficar 0s3 atrás, mas sem chances de tentar a vitória. Razia terminou em 3º, com a sua vantagem no campeonato, sobre Valsecchi, caindo para cinco pontos.

O inglês James Calado (Lotus) terminou em 4º, seguido pelo holandês Giedo van der Garde (Caterham) e o inglês Jolyon Palmer (iSport). O francês Nathanael Berthon (Racing Engineering), o mexicano Esteban Gutierrez (Lotus), o suíço Fabio Leimer (Racing Engineering) e o monegasco Stefano Coletti (Trident) completaram os dez primeiros.

Com o grid dos oito primeiros invertido para a segunda prova, Gutierrez alinha na pole.

O brasileiro Victor Guerin (Ocean) terminou na 21ª posição. O brasileiro Felipe Nasr (Carlin) andava entre os dez primeiros, quando escapou da pista, e abandonou na 33ª volta.

Final:

1 – Max Chilton – Carlin – 37 voltas em 59m02s965
2 – Davide Valsecchi – Dams – 0″628
3 – Luiz Razia – Arden – 1″538
4 – James Calado – Lotus – 4″090
5 – Giedo Van der Garde – Caterham – 8″070
6 – Jolyon Palmer – iSport – 10″805
7 – Nathanael Berthon – Racing Engineering – 16″235
8 – Esteban Gutierrez – Lotus – 16″826
9 – Fabio Leimer – Racing Engineering – 17″794
10 – Stefano Coletti – Coloni – 19″176
11 – Fabio Onidi – Coloni – 28″116
12 – Rio Haryanto – Carlin – 34″742
13 – Simon Trummer – Arden – 35″069
14 – Nigel Melker – Ocean – 35″458
15 – Daniel De Jong – Rapax – 37″851
16 – Julian Leal – Trident – 44″080
17 – Stephane Richelmi – Trident – 44″267
18 – Ricardo Teixeira – Rapax – 59″576
19 – Marcus Ericsson – iSport – 1’04″364
20 – Giancarlo Serenelli – Lazarus – 1’44″003
21 – Victor Guerin – Ocean –  1 volta
22 – Sergio Canamasas – Lazarus – 1 volta
23 – Rodolfo Gonzalez – Caterham – 1 volta

Volta mais rápida: Simon Trummer 1’32″164

Abandonos:

Josef Kral – Addax – 34 voltas
Felipe Nasr – Dams – 33 voltas
Johnny Cecotto – Addax – 4 voltas

Campeonato;

1.Razia 186; 2.Valsecchi 181; 3.Gutierrez 133; 4.Van der Garde 129; 5.Calado 128; 6.Chilton 124; 7.Leimer 97; 8.Cecotto 80; 9.Nasr 68; 9.Palmer 56; 10.Ericsson 56.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *