GP2 Series: Pizzonia está pronto para brigar por vitórias

Antonio Pizzonia considera que sua pré-temporada foi de muito sucesso e fala em vitórias.

O que pode parecer apenas uma posição intermediária para alguns, para o brasileiro Antonio Pizzonia é motivo de comemoração. Com a 10ª colocação ao final do último dia (16/3 – sexta-feira) de testes da pré-temporada da Fórmula GP2, no circuito francês de Paul Ricard, o amazonense revelou que a sua equipe Fisichella MotorSport andou o tempo todo com o carro mais pesado em relação aos concorrentes. “Ficar a apenas seis décimos de segundo do mais rápido, é um resultado altamente satisfatório, pois sabemos as condições em que as principais equipes andaram. Nós testamos o tempo todo com tanque cheio, com configuração para as corridas longas. Estamos prontos para brigar por vitórias”, comemorou o manauara, cronometrado em 1min10s336. O melhor tempo ficou com o austríaco Andreas Zuber (1min09s713), da iSport.

A principal categoria de acesso à Fórmula 1 usou neste último dia a configuração 2D-b do autódromo em Le Castellet, um traçado curto e travado, onde os 24 pilotos presentes puderam testar também o pacote aerodinâmico para a corrida de Mônaco, devido as características semelhantes deste traçado. Separados por pouco mais de um segundo de diferença em suas melhores passagens, esta foi uma das sessões mais competitivas de toda a etapa de preparação da categoria. “No início da pré-temporada o foco era nas corridas curtas (baterias de sábado), onde nos preocupamos com a velocidade. Nestes últimos dias, o acerto foi feito para as corridas mais longas (baterias de domingo), portanto com carro pesado, pit-stops e todo o desgaste que ela pode trazer. Com esta diferença mínima de tempos, tudo indica que a preparação foi a melhor possível e estamos competitivos para a primeira corrida”, afirma o piloto de 26 anos de idade, que vai estrear na GP2, pensando em usar este caminho para retornar para a Fórmula1. A temporada tem início nos dias 14 e 15 de abril no circuito de Sakhir, como preliminar do GP do Bahrein da Fórmula 1.

Entre os demais brasileiros, Lucas Di Grassi (ART) fez o quinto melhor tempo com 1min10s054, enquanto que Xandinho Negrão (Minardi/Piquet) fez sua melhor passagem em 1min10s411 para ficar na 13ª posição, e Bruno Senna (Arden) terminou no 18° posto, com o tempo de 1min10s525. Sergio Jimenez (Racing Engineering), ainda não confirmado para a temporada, garantiu a 20ª colocação com a marca de 1min10s611.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *