GP2 Series: Xandinho acusa Glock por acidente no GP do Bahrein

Segundo colocado no grid do GP do Bahrein, prova de abertura da Fórmula GP2 em 2007, Xandinho Negrão (Medley) não conseguiu aproveitar por muito tempo a vantagem de largar na primeira fila. Na segunda curva do circuito de Sakhir, o carro do piloto da Minardi Piquet Sports foi atingido no meio pelo do alemão Timo Glock (iSport), que partira da sétima posição.

Mais tarde, um segundo acidente isolado significou o seu final de prova. “Ele foi muito imaturo. Tentou decidir de cara uma corrida que teria 34 voltas. Nem vi de onde saiu, mas ele poderia ter evitado a batida”, reclamou o campeão sul-americano de Fórmula 3 de 2004.

O choque comprometeu a participação de Xandinho, que sonhava com o primeiro pódio na categoria. “O carro ficou um pouco torto, mas ainda assim consegui ir recuperando posições”, disse. A situação ficou ainda mais complicada quando Xandinho foi obrigado a pagar uma punição de passagem pelos boxes por suposta queima de largada. “Quando vi que não tinha mais condições de chegar entre os 10, fiquei na pista gastando combustível e esperando a hora de trocar os pneus e tentar fazer a volta mais rápida. Mas dei uma escapada e acabei batendo, felizmente sem gravidade”, continuou.

Largando apenas em 20º e diante de uma prova com apenas 40 minutos de duração, Xandinho sabe que enfrentará um domingo difícil. “Vou tentar andar rápido, fazer ultrapassagens e ver o que acontece. Não há muito como prever o que pode acontecer numa corrida. O lado bom até agora é que mostrei que posso ser rápido tanto na classificação quanto em ritmo de prova”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *