GP3: Daniel Morad vence em Silverstone

O canadense, de origem libanesa, Daniel Morad (Status) venceu neste domingo (11/07), em Silverstone, na Inglaterra, a segunda prova da 4ª etapa da temporada. Foi a primeira vitória do piloto e da equipe na categoria. A dupla da ART, o norte-americano Alexander Rossi e o argentino Esteban Gutierrez, completaram o pódio.

Na largada o pole-position, o italiano Mirko Bortolotti (Addax) partiu lento, com Morad assumindo a liderança. Morad rapidamente abriu vantagem, não sendo incomodado no restante da prova.

Com o vencedor definido, a disputa pelas posições restantes no pódio, nas voltas finais, prendeu a atenção do público que acompanhava a prova (uma das preliminares do GP da Inglaterra de F-1).

Saindo da 8ª posição Gutierrez foi ganhando posições, até chegar em Bortolotti, iniciando uma intensa disputa pelo segundo lugar. Depois de várias voltas o líder do campeonato tentou a ultrapassagem, com Bortolotti fechando a porta e Gutierrez indo para a grama.

Com a saída de pista de Gutierrez, Rossi se aproximou do parceiro de equipe, com a dupla lutando lado a lado pelo terceiro lugar na última volta.  Rossi recebeu a bandeirada com 0s089 de vantagem.

Morad venceu com 4s974 de vantagem sobre Bortolotti. Após a prova o italiano foi punido pelo incidente com Gutierrez, com o acréscimo de 20 segundos ao tempo final, caindo da 2ª para a 13ª posição. Rossi pasosu para 2º, com Gutierrez garantindo a última vaga do pódio.

O suíço Nico Muller (Jenzer) foi o 4º, seguido pelo canadense Robert Wickens (Status) e alemão Tobias Hegewald (RSC Mucke), o último a pontuar na prova curta.

Entre os brasileiros Lucas Foresti (Carlin) terminou em 16º, Pedro Nunes (ART) na 20º e Felipe Guimarães (Addax), na 23ª posição. Leonardo Cordeiro (MW Arden) abandonou na 9ª volta.

No mesmo comunicado da punição de Bortolotti foi anunciado que Nunes irá perder dez posições no grid para a próxima prova, em Hockenheim, na Alemanha, no dia 24 de julho. Nunes foi punido por uma colisão com o russo Ivan Lukashevich (Status). 

Gutierrez lidera o campeonato com 51 pontos, 26 a mais do que Rossi, o segundo colocado.

Final:

1 – Daniel Morad – Status GP – 14 voltas em 26m35s990
2 – Alexander Rossi – ART – 5″537
3 – Esteban Gutierrez – ART – 5″626
4 – Nico Muller – Jenzer – 6″116
5 – Robert Wickens – Status GP – 6″869
6 – Tobias Hegewald – RSC Mucke – 7″714
7 – Renger Van der Zande – RSC Mucke – 10″872
8 – Oliver Oakes – Atech CRS – 16″493
9 – Pal Varhaug – Jenzer – 19″226
10 – Josef Newgarden – Carlin – 19″991
11 – James Jakes – Manor – 23″871
12 – Simon Trummer – Jenzer – 24″843
13 – Mirko Bortolotti – Addax – 24″974
14 – Pablo Sanchez – Addax – 28″577
15 – Michael Christensen – MW Arden – 28″748
16 – Lucas Foresti – Carlin – 42″464
17 – Doru Sechelariu – Tech 1 – 44″034
18 – Miki Monras – MW Arden – 46″761
19 – Roberto Merhi – Atech CRS – 47″572
20 – Pedro Nunes – ART – 48″034
21 – Vittorio Ghirelli – Atech CRS – 48″727
22 – Dean Smith – Carlin – 50″126
23 – Felipe Guimarães – Addax – 57″832
Volta mais rápida: Daniel Morad 1’52″955

Abandonos:

Ivan Lukashevich – Status GP – 11 voltas
Leonardo Cordeiro – MW Arden – 9 voltas
Stefano Coletti – Tech 1 – 8 voltas
Adrian Quaife Hobbs – Manor – 4 voltas
Rio Haryanto – Manor – 2 voltas
Daniel Juncadella – Tech 1 – 2 voltas
Nigel Melk – RSC Mucke – 2 voltas

Campeonato:

1.Gutierrez 51; 2.Rossi 25; 3.Muller 22; 4.Haryanto 21; 5.Wickens 20; 6.Morad 15; 7.Jakes 13; 8.Merhi, Monras 12; 10.Varhaug, Smith 10.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *