GP3 Series: “Não colocamos pneus novos no momento certo, mas acerto de corrida é bom”, avalia Pedro

Brasileiro completou nesta quinta-feira o segundo dia de testes coletivos da categoria na Hungria e destacou o rendimento do carro em ritmo de prova

Pilotos e equipes da GP3 Series completaram nesta quinta-feira (02), na Hungria, o segundo dia de testes coletivos promovidos pela organização em virtude da não realização do GP de Mônaco da categoria.

Para o piloto brasileiro Pedro Nunes, da equipe Lotus-ART, os dois dias em Hungaroring foram positivos especialmente na preparação para as corridas da GP3 neste circuito, marcadas para os dias 29, 30 e 31 de julho.

Pedro lamentou, apenas, o fato de não ter conseguido fazer voltas rápidas com pneus novos, que poderiam colocá-lo entre os mais rápidos nas folhas de tempos. No entanto, o brasileiro destacou o rendimento do carro com pneus usados durante as simulações de corrida.

“Tanto no treino da manhã quanto no treino da tarde, não conseguimos aproveitar o melhor momento para usar os pneus novos. Quando entrei na pista com o primeiro set de pneus zero, o carro ainda não estava com o acerto ideal. Voltei ao box para trabalharmos no setup, mas quando voltei para a pista com o segundo jogo já era tarde”, comentou Pedro Nunes. “No segundo período começou a chover bem no momento em que saí com o terceiro jogo de pneus novos, e não pude aproveitar a volta”, completou.

“Por isso os tempos finais dos testes não refletem a real condição de corrida. Nos testes com pneus usados fui o mais rápido da equipe e, apesar de ainda termos muito trabalho pela frente para encontrar o acerto ideal dessa pista, fizemos um bom dia de testes nesta quinta-feira”, destacou o brasileiro.

O campeonato da GP3 Series teve duas rodadas disputadas até aqui na temporada 2011. As próximas corridas estão marcadas para os dias 25 e 26 de junho, no circuito de rua de Valência, na Espanha.

Veja o resultado final da sessão desta tarde na Hungria:

1) Valtteri Bottas, 1:38.410
2) Lewis Williamson, 1:38.441
3) Simon Trummer, 1:38.449
4) Nico Muller, 1:38.618
5) Aaro Vainio, 1:38.683
6) Mitch Evans, 1:38.812
7) Michael Christensen, 1:38.868
8) Tom Dillmann, 1:38.911
9) Luciano Bacheta, 1:38.964
10) Nigel Melker, 1:38.999
11) Antonio Felix Da Costa, 1:39.011
12) Adrian Quaife-Hobbs, 1:39.068
13) Alexander Sims, 1:39.110
14) Pedro Nunes, 1:39.119
15) Conor Daly, 1:39.147
16) Matias Laine, 1:39.205
17) James Calado, 1:39.300
18) Gabby Chaves, 1:39.391
19) Zoel Amberg, 1:39.402
20) Ivan Lukashevich, 1:39.413
21) Leonardo Cordeiro, 1:39.562
22) Fernando Monje, 1:39.657
23) ) Nick Yelloly, 1:39.707
24) Rio Haryanto, 1:39.720
25) Maxim Zimin, 1:39.808
26) Marlon Stockinger, 1:39.834
27) Vittorio Ghirelli, 1:39.949
28) Daniel Morad, 1:40.013
29) Tamas Pal Kiss, 1:40.267
30) Thomas Hylkema, 1:40.923

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *