Grand-Am: Mario Haberfeld e Adrian Fernandez terminam em oitavo lugar na Virgínia

Depois de largar em 13º na quinta etapa da temporada da Grand American Racing Series, disputada neste domingo (23/04) no Virginia International Raceway, em Alton, Virgínia (EUA), o brasileiro Mario Haberfeld (Lowe’s/Liofol/Grupo Orinter) chegou a estar na quarta posição já na volta 8, evitando vários acidentes que aconteceram no início da prova.

“O começo da corrida foi ótimo. Continuamos ganhando posições e nos movendo de 13º para quarto”, disse o piloto.

Mas um contato com um dos carros da categoria GT, na relargada da volta 15, quebrou a haste de válvula do pneu traseiro direito do Pontiac Riley número 12 da equipe Lowe’s Fernandez Racing, forçando o brasileiro a fazer um pit stop em bandeira verde. “Na relargada, havia cinco carros da GT entre eu e os outros três DPs. Ultrapassei os carros da GT quando dois deles ficaram lado a lado no momento que eu estava passando. Houve um contato e, infelizmente, acabei com o pneu traseiro direito furado”, explicou Haberfeld.

O brasileiro lamentou novamente a falta de sorte da equipe Lowe’s Fernandez Racing e acredita que neste fim de semana eles poderiam ter conquistado seu primeiro pódio. “Eu realmente não acredito em sorte porque sinto que você tem que trabalhar muito para conseguir as coisas, mas está sendo este tipo de falta de sorte que está arruinando tantos possíveis bons resultados para nós até agora este ano. Isso irá mudar mais cedo ou mais tarde. Precisamos apenas seguir em frente e fazer a boa sorte nós mesmo. Acho que poderíamos estar no pódio. Na primeira parte da corrida, estávamos à frente de todos os três carros que terminaram no pódio”.

Depois do pit stop, Haberfeld voltou para a pista em 28º lugar. Seis voltas depois, o piloto conseguiu várias ultrapassagens, indo para a 20ª posição. O brasileiro continuou ganhando posições na pista, até chegar a oitavo na volta 49, quando cedeu o carro para Adrian Fernandez. “Foi um dia cheio de altos e baixos para nós, com certeza, mas, fora o que aconteceu, acho que terminamos de uma forma positiva, porque fizemos voltas rápidas no final e alcançamos os líderes”, disse o mexicano.

Fernandez deixou o pit em 12º lugar e ganhou quatro posições até o final da prova, onde terminou em oitavo. “Foi uma pena o pneu furado ter nos mandado para tão atrás”, continuou o piloto. “Mario fez uma largada muito boa. Precisamos apenas ter um desses dias com corrida limpa do início ao fim e finalmente iremos ter o grande resultado que sabemos que somos capazes. Queríamos fazer um bom show hoje (ontem) porque o presidente da Lowe’s veio com sua família apoiar a equipe pessoalmente. Isso foi um grande incentivo para todos na nossa equipe. No geral, me sinto bem por termos corrido de forma competitiva e ultrapassado carros”.

A vitória ficou com a dupla Mike Rockenfeller e Patrick Long, da equipe Alex Job Racing. Rockenfeller estava em terceiro lugar quando fez uma ultrapassagem sobre os dois primeiros colocados, na penúltima curva da prova.

A próxima etapa da Grand-Am acontece no dia 7 de maio em Laguna Seca, Califórnia (EUA).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *