Grand-Am: Raphael Matos dá show e vence a corrida

Brasileiro leva o seu time ao posto mais alto em Salt Lake City.

Raphael Matos foi o nome da corrida que encerrou a temporada da Grand-Am 2008, realizada neste sábado (20). O brasileiro, recém campeão da Indy Lights, imprimiu um ritmo muito forte nas últimas horas da corrida e quando assumiu a ponta na volta 110, após uma parada perfeita nos boxes, não perdeu mais até cruzar os 137 giros no autódromo de 23 curvas. Após 6h51min de prova, Rafa Matos levou o trio da equipe de Michael Shank, com Ian James e John Pew, ao topo do pódio, além de marcar a melhor volta da prova, na 130, com o tempo 2min37s323 e uma vantagem de 29s para o 2o colocado.


“Essa vitória eu devo principalmente a equipe porque no último pit stop eles me colocaram na frente e pude acelerar forte até o final. As coisas se encaixaram perfeitamente hoje, o carro estava extremamente balanceado no final e eu pude abrir do Angeleli (2o colocado). Estou muito feliz por toda a equipe Mike Shank e também pelo meu amigo Oswaldo Negri Jr, que foi a pessoa que mais me incentivou aqui. Ainda vamos correr e vencer juntos”, dedicou Rafa Matos ao compatriota.


A atuação do brasileiro rendeu elogios de seus companheiros. “Quando o Rafa assumiu o carro no final ele foi brilhante. Ele é certamente um piloto de primeira classe”, elogiou o companheiro Ian James. “Rafa fez um trabalho fantástico no último stint”, seguiu a linha John Pew. O mineiro foi citado até por Max Angeleli, 2o colocado na prova. “Sem dúvida, ele era o mais rápido no final. Após a relargada, não o vi mais, sumiu. Eles fizeram um excelente trabalho e o Raphael pode provar para todos da Grand-Am que é um grande piloto”, destacou o companheiro de Michael Valiante e Jimmy Vasser.


Entre os demais brasileiros, Ricardo Zonta, da Khron Racing, que largou na pole-position, finalizou na 5a colocação, uma a frente da equipe de Cristiano Da Matta, a AIM Motorsport. Christian Fittipaldi abandonou a disputa na volta 76 com a quebra do protótipo Pontiac/Coyote, o mesmo aconteceu com Negri Jr, com o outro carro de Michael Shank, que abreviou a disputa por causa de um acidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *