GT Brasil: Por antecipação, Valdeno Brito e Matheus Stumpf chegam ao bicampeonato da GT3

Paulo Bonifácio e Sérgio Jimenez venceram a corrida que definiu os campeões do Itaipava GT Brasil

A última etapa do Itaipava GT Brasil não precisou nem terminar para que fossem conhecidos os campeões da GT3. Já na primeira corrida do fim de semana, disputada neste sábado (17) na pista de Interlagos, em São Paulo, a dupla formada por Valdeno Brito e Matheus Stumpf assegurou a consecutiva – a segunda deles, que ganharam também o campeonato de 2010. Eles chegaram quarto lugar, mas os principais adversários, Xandy Negrão e Xandinho Negrão, sofreram um furo no pneu quando lideravam e não pontuaram. Esse resultado encerrou a disputa matematicamente.

“Não esperávamos terminar este dia com o título”, contou Valdeno Brito. “Trocamos o motor na quinta-feira (15) e voltamos a ter problemas, tivemos que ir atrás de outra unidade sem o desempenho esperado e sofremos bastante. Largamos atrás e com o Xandy lá na frente estávamos em uma situação que parecia adversa. Para completar, durante a prova estava com uma vibração grande, que eu até achei que fosse nos custar a corrida. Quando o Matheus pegou o carro estava crítico, ele foi virando três segundos pior do que eu, mas deu certo”, comemorou Valdeno Brito.

“A gente sabia que poderia conquistar o título hoje se tivéssemos um bom resultado”, comentou Matheus Stumpf. “Mas assim que peguei o carro, começou a trepidar demais. Até consegui andar rápido e passar alguns carros, quase me envolvi em um acidente com o Chico Longo no ‘S do Senna’, e aí em um momento houve um estouro, até achei que um pneu tivesse furado. Mas fui levando até o final e conquistamos nosso objetivo. A equipe trabalhou muito bem e nos deu um carro maravilhoso, muito bem acertado e revisado. Nossa dupla é forte, mas acho que o principal foi a durabilidade do carro”.

Diante da festa dos campeões, Paulo Bonifácio e Sérgio Jimenez também tiveram muito que comemorar. Eles venceram a corrida, mantendo 100% de aproveitamento com o novo Mercedes-Benz SLS AMG. O carro ganhou as três corridas desde que estreou, há menos de um mês. “Na verdade, nosso carro é novo e ainda não o conhecemos totalmente. Achávamos que teríamos um carro forte aqui, mas não foi isso que aconteceu de início. Mas a equipe teve uma luz, mudou totalmente o acerto e o Mercedes ascendeu”, contou Boni.

“O (Sérgio) Jimenez fez um trabalho brilhante e estou muito feliz por trabalhar ao lado dele, por tudo que estou aprendendo. Tive o trabalho de tocar até o final, com sorte de não pegar tráfego pesado e deu tudo certo. Mesmo com todas as dificuldades, conseguimos nossa terceira vitória consecutiva”, acrescentou o piloto. Aluízio Coelho e Juliano Moro, com Ford GT, terminaram a prova na segunda posição, repetindo o melhor resultado deles em 2011. Bruno Garfinkel e Ricardo Maurício, que mostraram força desde os treinos livres, acabaram em terceiro com o Lamborghini Gallardo LP600.

“Sem dúvida, o nosso carro evoluído está ajudando muito. Agora ele está mais competitivo, estamos todos trabalhando com bom humor e este clima mais leve na equipe começou a tirar o stress do trabalho e começamos a melhorar. Estou feliz por disputar um campeonato tão bem organizado e vamos continuar buscando a nossa primeira vitória”, falou Bruno Garfinkel. A temporada do Itaipava GT Brasil termina neste domingo (18), com prova marcada para 12h30 e transmissão ao vivo da Band. A pole position é de Cleber Faria, de Lamborghini Gallardo LP560.

O RESULTADO FINAL EM INTERLAGOS
1º) 22 – S.Jimenez/P.Bonifacio (MB, SP/SP), 30 voltas em 51:11.911 (média de 151,49 km/h)
2º) 5 – J.Moro/A.Coelho (FO , SP/SP), a 7.159
3º) 33 – B.Garfinkel/R.Mauricio (LA , SP/SP), a 21.676
4º) 7 – V.Brito/M.Stumpf (FO , PB/RS), a 24.862
5º) 30 – Cleber Faria (LA , SP), a 24.948
6º) 105 – V.Faria/R.Guerra (LA , SP/SP), a 33.518
7º) 20 – Wagner Ebrahim (AU , PR), a 33.613
8º) 3 – R.Derani/C.Ricci (FE , SP/RS), a 38.487
9º) 19 – C.Longo/D.Serra (FE , SP/SP), a 54.253
10º) 75 – H.Assunção/R.Kastropil (LA , SP), a 1:37.969
11º) 11 – R.Lapa/A.Dueñas (VI , SP/SP), a 1:37.972
12º) 23 – R.Cattalini/A.Zaninotto (FE , SP/SP), a 1:41.123
13º) 61 – F.Croce/FG Croce (CO , SP/SP), a 1 volta
14º) 46 – A.Toso/C.Kray (LA , RS/RS), a 1 volta
15º) 8 – G.Figueroa/M.Paludo (LA , PR/RS), a 2 voltas
16º) 9 – X.Negrão/X.Negrão (LA , SP/SP), a 2 voltas

CLASSIFICAÇÃO DA ITAIPAVA GT3 (APÓS 19 DE 20 CORRIDAS)

1º- Matheus Stumpf/Valdeno Brito – Ford GT – 234
2º- Xandy Negrão/Xandinho Negrão – Lamborghini LP600 – 210 pontos
3º- Cláudio Ricci/Rafael Derani – Ferrari F458 – 189
4º- Paulo Bonifácio – Mercedes-Benz SLS AMG – 170
4º- Allam Khodair/Marcelo Hahn – Lamborghini LP600 – 170
6º- Cleber Faria – Lamborghini LP560 – 161
7º- Chico Longo/Daniel Serra – Ferrari F458 – 137
8º- Pedro Queirolo – Corvette Z06R – 135
9º- Juliano Moro – Ford GT – 115
10º- Bruno Garfinkel – Lamborghini LP600 – 114
11º- Wagner Ebrahim – Audi R8 LMS – 113
12º- Ricardo Maurício – Lamborghini LP600 – 106
13º- Renan Guerra/Vanuê Faria – Lamborghini LP560 – 100
14º- Sérgio Jimenez – Mercedes-Benz SLS AMG – 68
15º- Aluízio Coelho – Ford GT – 50
16º- Cláudio Dahruj/Rodrigo Sperafico – Corvette Z06R – 44
17º- Fernando Croce – Corvette Z06R – 36
18º- Enrique Bernoldi – Ford GT – 35
19º- Daniel Croce – Corvette Z06R – 29
20º- Henrique Assunção – Lamborghini Gallardo LP560 – 27
21º- Ronaldo Kastropil – Lamborghini LP560 – 22
22º- Walter Derani – Ferrari F430 – 14
23º- Antônio Pizzonia – Ferrari F430 – 7
24º- Fernando G. Croce – Corvette Z06R – 6
25º- Fernando Poeta – Lamborghini Gallardo LP560 – 5
26º- Ricardo Ricca/Rafael Daniel – Lamborghini Gallardo LP500 – 3
26º- João Adibe – Ford GT – 3
26º- Josué Pimenta – Ferrari F430 – 3
29º- Sérgio Lucio – Lamborghini Gallardo LP560 – 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *