GT Sprint Race: Júlio Campos foi o melhor na Corrida Noturna em Londrina

Depois de largaram em terceiro, o piloto acabou vencendo na divisão PRO. Na PROAM, o melhor foi Pedro Costa, enquanto Marcus Índio venceu na AM.

Bons de dias e também de noite. Os pilotos da GT Sprint Race deram um show na Corrida Noturna (#nightchallenge), a segunda da quinta etapa da competição no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina (PR). O vencedor da prova foi o paranaense Júlio Campos (PRO), que largou em terceiro e, após uma boa disputa com Thiago Camilo (PRO) e Gabriel Casagrande (PRO), assegurou o topo do pódio com o tempo de 25min38seg797 para as 18 voltas realizadas. Na divisão PROAM, o vencedor da Night Challenge foi Pedro Costa, e na AM, Marcus Índio fechou a etapa com 100% de aproveitamento.  A GT Sprint Race tem mais uma etapa (#MachtPoint), marcada para Curitiba, no dia 5 de dezembro, quando serão conhecidos os campeões de 2021.

A Corrida Noturna mostrou, no início da noite deste sábado, o quanto acirrado está à briga nas três divisões da competição. Na PRO, o pole Gabriel Casagrande, que tinha tudo para ficar fora da prova após o incidente que avariou o carro da corrida da tarde com o seu parceiro Eduardo Pavelski, acabou se juntando ao grid na última hora. Com isso, as primeiras posições foram ocupadas por feras do esporte, com a segunda colocação de Thiago Camilo e a terceira de Júlio Campos. Ao longo das primeiras voltas, os três se alternaram na liderança, mas na sexta volta, Júlio alcançou o primeiro lugar e foi assim até o final.

O vencedor destacou o bom trabalho da equipe. “O final de semana bem interessante. Trabalhamos bastante nos treinos para deixar o carro com o acerto ideal para as corridas, a equipe técnica e os mecânicos nos ajudaram muito, estão de parabéns, foram excelentes. A Corrida foi perfeita, tivemos um carro muito rápido desde o começo. Fizemos trocas de posições e Com a vitória abrimos vantagem no tabela do campeonato para a etapa final. Estou muito feliz de vencer a segunda corrida noturna, a primeira foi em Interlagos. Adoro esse formato”, afirmou.

Na PROAM, Pedro Aizza e Rafael Dias, dois grandes nomes da nova geração, fizeram um duelo incrível. Mas, no final, ambos se enroscaram e Pedro Costa, que vinha junto, acabou ficando com a vitória. O piloto destacou a superação. “Estou muito satisfeito com a vitória. Venho de dois finais de semana com batidas. Subi dez posições na corrida, ainda mais em prova noturna, acho que não há mais compensatório para um piloto essa sensação de superação”, disse.

Marcus Índio não esquecerá Londrina tão cedo. Ele foi o nome do fim de semana na AM, sendo o mais rápido nos dois treinos e vencendo as duas corrida. Na prova noturna, ele foi penalizado na largada e teve de cumprir um Drive Thru mas, mesmo assim, não diminuiu o ritmo e  subiu pela segunda vez ao topo do pódio. “O objetivo foi atingido com dois primeiros nos treinos e duas vitórias, desta vez competindo sozinho no carro. Uma ‘corridaça’ espetacular essa noturna, foi adrenalina do começo ao fim”, declarou.

A oitava etapa da GT Sprint Race terá transmissão ao vivo para todo o país pelo YouTube, nos canais Acelerados (youtube.com/acelerados), no Motorsport.com (youtube.com/motorsportbrasil) e no oficial do campeonato (youtube.com/gtsprintrace),   e, na TV, pelo BandSports com a segunda corrida (Night Challenge).

A GT Sprint Race é patrocinada pela Pirelli e Militec1, têm apoio da TecPads, Fremax, Tekbond, Graxa e Gold Springs.

Resultado da Corrida Noturna:

1) #04 Julio Campos/ Léo Torres, PRO, 18 voltas, 25min38seg797

2) #21 Thiago Camilo/ Beto Cavaleiro, PRO, a 2s096

3) #161 Pedro Costa/ Antonio Junqueira, PROAM, a 3s883

4) #77 Nathan Brito, PRO, a 6s888

5) #19 Luciano Zangirolami/ Paulo Salustiano, PRO, a 7s081

6) #13 Rafael Dias, PROAM, a 16s319

7) #73 Francesco Franciosi, PROAM, a 20s892

8) #11 Weldes Campos, PRO, a 34s846

9) #09 Marcus Índio, AM, a 35s379

10) #12 Léo Yoshii, AM, a 37s970

11) #55 Caê Coelho, AM, a 38s500

12) #37 Luis Debes, AM, a 1min15s547

13) #35 Pedro Aizza, PROAM, a 1 volta

14) #82 Gerson Campos, PRO, a 2 voltas

15) #25 Sérgio Ramalho/ Eduardo Trindade, PRO, a 3 voltas

16) #72 Giovani Girotto, AM, a 4 voltas

17) #83 Gabriel Casagrande/ Eduardo Pavelski, PRO, a 5 voltas

18) #01 Marcelo Henriques/ Alex Seid, PRO, sem tempo

19) #17 Walter Lester, AM, sem tempo

20) #07 Pedro Bezerra, AM, sem tempo

Melhor volta: Julio Campos #04, 137.375 km/h, a 1min20seg058

Classificação da GT Sprint Race Brasil (após cinco etapas, 10 corridas)

 

PRO

1) #04 Julio Campos /Léo Torres, 191 pontos

2) #82 Gerson Campos, 149

3) #21 Thiago Camilo/Beto Cavaleiro, 147

4) #01 Alex Seid/Marcelo Henriques, 138

5) #11 Weldes Campos, 135

6) #19 Luciano Zangirolami, 133

7) #83 Gabriel Casagrande/Eduardo Pavelski, 131

8) #25 Eduardo Trindade/Sérgio Ramalho, 123

9) #77 Nathan Brito, 122

10) #19 Paulo Salustiano, 39

 

AM

1) #37 Luis Debes, 190 pontos

2) #31 Caê Coelho, 182

3) #17 Walter Lester, 170

4) #31Adriano Ramos, 150

5) #72 Giovani Girotto, 102

6) #12 Marcus Ìndio, 78

7) #59 Danny Candia, 53

8) #33 Bruno Campos, 50

9) #09 Léo Yoshii, 32

10) #33 Emilio Padron, 30

11) #12 Rafael Maeda, 28

12) #59 Oscar Bittar, 25

13) #90 José Vitte, 24

14) #07 Pedro Bezerra, 16

 

PROAM

1) #35 Pedro Aizza, 183 pontos

2) #73 Francesco Franciosi, 177

3) #13 Rafael Dias, 174

4) #03 Pedro Ferro, 122

5) #161 Pedro Costa/Antonio Junqueira, 130

6) #793 Adalberto Baptista, 97

7) #03 Lourenço Beirão, 39

8) #12 Zezinho Muggiati/Edgar Bueno Neto, 26

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *