GT3 Brasil: Categoria convoca equipes para garantir vaga

Mesmo com o carro em mãos, há o risco de alguém ficar de fora da temporada 2008 do Brasil GT3 Championship. Por isso, os interessados em participar do torneio deverão encaminhar para a SRO Latin América, até o próximo dia 15 de fevereiro, uma declaração-compromisso especificando a marca e o modelo a serem utilizados em 2008. A medida visa garantir a vaga para a segunda temporada da nova categoria nacional de supercarros.

“O regulamento determina que apenas seis exemplares de cada modelo podem competir”, explica Luis Roberto Souza, diretor-geral da SRO, empresa que organiza a GT3. “A idéia aqui é garantir que quem já tem o carro garanta sua vaga, deixando claro para todos que essas posições já estão reservadas. Se aparecer um sétimo exemplar de alguma marca, ele não poderá correr. Isso visa garantir também a diversidade de fabricantes e modelos na GT3, uma categoria legitimamente multimarcas”, detalha.

A declaração de compromisso já foi encaminhada aos pilotos e equipes da categoria, mas a organização espera que ocorra a procura por parte de competidores que ainda não se manifestaram. “Sabemos, por meio de informe das fábricas, que há equipes brasileiras sondando novos carros sem nos avisar. Assim, outra intenção de solicitar esta declaração de intenção é saber quem está adquirindo qual modelo, para podemos avisar no caso de alguém ter em vista um modelo cuja cota já foi atingida. É o caso do Ferrari F430 e do Dodge Viper Competition, que já atingiram o número máximo de seis exemplares no grid. Há outros modelos bem próximos da cota máxima”.

Planejamento – Segundo os organizadores, o documento também vai disparar um processo que visa suprir as necessidades de cada carro durante a temporada 2008. “Por exemplo, com base nesse informe, vamos coordenar com a Michelin a entrega dos pneus que serão usados ao longo de todo o Campeonato. Vale lembrar que os vários modelos da GT3 utilizam pneus de especificações distintas, então essa é uma operação que requer uma boa logística”, diz o engenheiro Ivo Sznelwar, diretor técnico da GT3. “São informações que nos balizarão tanto no planejamento das corridas, quanto dos treinos extras”, explica Sznelwar.

Ainda segundo os organizadores, o critério dá preferência a quem competiu no ano anterior. “Desde que a equipe envie seu compromisso até o dia 15, quem estreou em 2007 terá direito às primeiras vagas. As demais serão preenchidas pelas novas equipes”, finaliza Luiz Roberto Souza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *