GT3 Brasil: Conheça o Aston Martin DBRS9, o supercarro que estréia em abril

Com linhas ousadas, tradição nas pistas e uma beleza inquestionável, o novo bólido já tem dois exemplares anunciados para 2008.

Entre os 23 carros já inscritos para a temporada 2008 do Brasil GT3 Championship, chama a atenção as linhas ousadas do charmoso Aston Martin DBRS9. Pelo menos dois exemplares estão sendo trazidos para o Brasil pela equipe portuguesa Simonelson Motorsport, o primeiro time europeu a manifestar sua intenção de disputar o novo campeonato de supercarros realizado no país. Como o regulamento brasileiro é exatamente o mesmo do utilizado no Campeonato Europeu, torna-se viável o intercambio de pilotos, equipes e até carros entre os torneios de GT3 disputados em vários países do mundo.

O modelo DBRS9 surgiu em 2005, visando competições de alto nível do tipo GT na Europa. Ele é baseado no DB9, um modelo de produção, mas possui muitas características de projeto utilizadas no DBR9 da GT1 – a versão máxima em termos de tecnologia do Gran Turismo (ou GT). O modelo DBRS9 utiliza o chassi de alumínio da versão de rua, com um santantonio especial baseado no utilizado no DBR9. Os engenheiros da Aston Martin Racing – braço esportivo da marca – prepararam o motor V12 de litros para produzir aproximadamente 550 cv (um aumento de 20% em relação à unidade original) e reduziram o peso total do carro em 480 quilos, aumentando a relação peso/potência para algo perto de 430 cavalos/tonelada. Muito desse resultado se deve à ampla aplicação de materiais compósitos com alto grau de carbono em todos os painéis da carroceria (exceto no teto) e no acabamento interno, assim como janelas laterais e traseiras de policarbonato.

Rápido e prático – O DBRS9 da GT3 possui uma caixa de câmbio de seis velocidades com padrão de engate em H e relação de marchas mais curta e específica para competição – com o detalhe que esta unidade pode ser transformada em uma transmissão totalmente seqüencial de corrida. A altura em relação ao solo foi reduzida e a suspensão com braços triangulares duplos foi aprimorada. O conjunto recebeu dois amortecedores reguláveis Koni e molas de competição mais duras.

Apesar de o objetivo da Aston Martin Racing neste projeto ter sido otimizar o desempenho do DBRS9, a meta também foi atingir o máximo em praticidade na operação do carro – o que, na pista, representa uma enorme vantagem para as equipes e pilotos. Tanto o banco quando o volante de direção são rápida e facilmente ajustáveis. Painéis da carroceria removíveis, chassi modular e o pacote inteligente de peças sobressalentes simplificam o trabalho e a manutenção na pista ou na oficina.

Agressividade – “Os níveis de desempenho do DBRS9 oferece aos pilotos a experiência de competir com um GT realmente agressivo”, comentou David Richards, então dirigente da Aston Martin, no lançamento da primeira versão do carro, em 2005. “É um modelo que frisa bem o potencial competitivo da linha DB9 da Aston Martin, sublinhando também suas qualidades no quesito alto desempenho”.

Um dos Aston Martin DBRS9 já tem dupla anunciada. Serão os portugueses José Nelson Graça e Mário Silva. Os pilotos (ou felizardos) do outro bólido ainda não foram definidos. O DBRS9 não terá vida fácil, como mostra o grid da categoria, repleto de modelos Ferrari F430, Lamborghini Gallardo, Ford GT, Dodge Viper Competition e Porsche 997 GT3 Cup. Outros supercarros também podem chegar ao Brasil ainda neste ano. A primeira rodada dupla do torneio está marcada para o dia 20 de abril, em Curitiba (PR).

Veja abaixo mais detalhes da nova estrela da GT3.

Ficha-Técnica
Aston Martin DBRS9
Tipo
• Veículo de cometição GT baseado no regulamento FIA GT3
• Motor dianteiro longitudinal V12, câmbio de seis velocidades e tração traseira
Motor
• DB9 V12 preparado e mapeado para gasolina de 98 octanas, sem chumbo
• Sistema de gerenciamento Pectel
• Fiação, escapamentos e coletores especiais de competição
• Potência máxima: 500 cv em 6.250 rpm
• Torque máximo: 63,73 kgf-m a 5.500 rpm
• Regime máximo de rpm: 6.900
Transmissão
• Embreagem de platô duplo AP Racing
• Conjunto standard Aston Martin de seis velocidades manual com refrigeração aprimorada ou câmbio seqüencial de seis velocidades
Chassi
• Unidade standard do modelo DB9 de produção, de alumínio
• Santantonio FIA baseado na versão GT1
• Tanque ATL de 100 litros
• Sistema de macaco pneumático
Carroceria
• Painéis laterais e portas de material compósito com carbono
• Vidros laterais e traseiro de policarbonato
Aerodinâmica
• Divisor dianteiro de fibra de carbono
• Asa traseira regulável
Suspensão
• Braços triangulares duplos independents na dianteira e traseira
• Amaortecedores Koni reguláveis
• Barra antirolagem dianteira com embuchamento de náilon
Direção
• Assistida hidraulicamente
• Volante de competição de engate/desengate rápido
Freios
• Discos dianteiros de ferro de 380 mm pinças de seis pistões de competição Brembo
• Discos traseiros de ferro de 313 mm pinças de quatro pistões de competição Brembo
• Distribuição de força frenante traseira/dianteira manualmente ajustável
• Dutos de refrigeração dianteiros
Rodas
• OZ, forjadas em alumínio OZ
Pneus
• Dianteiros: 29/65-18
• Traseiros: 31/71-18
Interior
• Bancos de competição Recaro Hans
• Cinto Willams de cinco pontos
• Posições ajustáveis do piloto, pedais e volante
• Pedaleira de competição AP Racing
• Visor do painel da PI Xsport, para competição
• Painel de fibra de carbono
• Sistema de fiação e conexões de competição Prodrive
Dimensões
• Comprimento: 4.730 mm
• Largura: 1.978 mm
• Entreeixo: 2.741 mm
• Peso: 1.280 kg
• Tanque de combustível: 100 litros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *