GT3 Brasil: De Ferrari, Ricci e Derani prometem briga acirrada pelo título

Matematicamente na briga pelo campeonato, a dupla afirma que vai continuar o trabalho de desenvolvimento do Ferrari F430 e lutar por vitórias.

As contas para a definição do primeiro título da GT3 no Brasil incluem uma Ferrari F430, do duo Cláudio Ricci/Walter Derani. Embora reconheçam que a briga com contra os líderes será muito difícil em Interlagos devido à diferença na pontuação, os ferraristas prometem uma corrida agressiva e não descartam surpreender novamente. A dupla soma 48 pontos e, matematicamente, reúne chances de ser campeã. A briga pelo título será protagonizada também pela dupla Xandy Negrão/Andreas Mattheis e Abramo Mazzochi/Alceu Feldmann (somente com Alceu podendo ser campeão) e Paulo Bonifácio/Luciano Burti (com chances de título apenas para Bonifácio).

Pilotos da equipe CRT, Derani e Ricci precisam somar, no mínimo, 16 pontos (dois segundos lugares ou uma vitória e um terceiro) e contar com a falta de sorte de quem guiar os outros três carros – dois Viper e um Lamborghini – que lutam pelo troféu de campeão.

“Vamos lutar”“É uma meta difícil, mas não impossível”, diz Cláudio Ricci. “Nós vamos continuar o que temos feito até agora e lutar com mais força pela vitória”, completou. Seu parceiro, Walter Derani, diz não se iludir muito com a possibilidade. “Vou tentar fazer o melhor, mas não conto muito com isso. Prefiro não alimentar esperanças, porque temos concorrentes muito poderosos. Vou levar este final de semana de forma natural, pois minhas chances são menores. Lutaremos, claro, mas já me dou por contente porque tive uma temporada acima de qualquer expectativa”, afirmou Walter, que iniciou no automobilismo apenas em 2004 e já é finalista de título em uma categoria de nível nacional.

Xandy Negrão e Andreas Mattheis – que hoje decidiram correr com o Viper – lideram a classificação de pilotos com 63 pontos, seis a mais que Paulo Bonifácio e Alceu Feldmann, que em Interlagos correrão em carros separados: Boni ao lado de Luciano Burti no Lamborghini Gallardo; e Feldmann tendo Abramo Mazzochi como parceiro ao volante do Dodge Viper Coupé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *