GT3 Brasil: em 3º na temporada, irmãos vão de estreantes em busca de experiência a candidatos à vitória

Pilotos da equipe Full Time Sports são, também, os melhores colocados entre os que utilizam o Dodge Viper Competition V10. Características das pistas de Curitiba e São Paulo, sedes das duas últimas rodadas da temporada, aumentam a confiança dos paranaenses. Para eles, 3º lugar tem “sabor de título”.

As seis primeiras rodadas duplas do Telefônica Speedy GT3 Brasil em 2008 premiaram a dedicação e o esforço em família da única dupla formada por irmãos na categoria. Os paranaenses Wagner e Fabio Ebrahim, pilotos da equipe Full Time Sports, começaram o campeonato com o modesto objetivo de acumular quilometragem e aprender os segredos do Dodge Viper Competition V10, mas vêm fazendo bonito já no ano de estréia e, passada a rodada dupla de Santa Cruz do Sul, já revisaram suas metas para este primeiro campeonato na categoria.

“Estreamos com o objetivo de conhecer o carro e a categoria, para buscar uma boa colocação no campeonato somente em 2009, mas hoje estamos em terceiro na tabela e nosso objetivo passou a ser o de manter essa posição até o final do calendário”, declarou Fabio Ebrahim, um dos pilotos que mais mostrou evolução na GT3 neste ano. “Estamos conseguindo explorar o máximo que o carro permite e, para nós, encerrar a temporada em terceiro terá, praticamente, o mesmo sabor de ser campeão”, completou.

O que era para ser apenas um campeonato de aprendizado vem se configurando em uma temporada de resultados surpreendentes para os irmãos Fabio e Wagner Ebrahim. Os pilotos da Full Time Sports, que no início do ano formavam uma dupla considerada heterogenia devido a pouca experiência de Fabio no automobilismo, vêm mantendo a constância de bons resultados e ocupam, também, a liderança entre os que utilizam o Dodge Viper em 2008.

Em doze corridas disputadas nas seis rodadas realizadas até o momento, os irmãos Ebrahim subiram quatro vezes ao pódio e deixaram de marcar pontos em apenas três etapas. Com dois segundos lugares como melhores resultados (em Interlagos e Santa Cruz do Sul), o amadurecimento da dupla a faz figurar como candidatos à vitória nas próximas apresentações do Telefônica Speedy GT3 Brasil.

Depois de acompanhar por dez anos a carreira do irmão Wagner no automobilismo nacional e internacional, Fabio começou a competir somente em 2006, já com carros do tipo Turismo. Naquele mesmo ano, sagrou-se Campeão Paranaense e Brasileiro de Marcas, e repetiu a dose no torneio nacional em 2007. Na atual temporada, quando estreou em carros de grande potência, começou o ano com um desempenho longe do que ele próprio considerava ser ideal. Mas, passadas seis corridas, Fabio já consegue manter um ritmo parelho ao do irmão.

“Acho que nosso bom entrosamento vem, também, do fato de sermos irmãos e de nos ajudarmos bastante”, opinou Wagner, que trilhou carreira no kart e em categorias de monoposto antes de estrear na GT3. “Em muitas equipes, a idéia dos pilotos é ser mais rápido que o companheiro, mas no nosso caso pensamos apenas na dupla. Em pistas que o Fabio não conhece, ou tem mais dificuldade, ele treina durante 80% do tempo, e eu durante 20%. Com isso procuramos nos manter próximos e sabemos que, se conseguirmos largar entre os seis primeiros e tivermos um ritmo de corrida constante, traremos um bom resultado”, acrescentou.

Os irmãos paranaenses reconhecem, também, o bom trabalho da equipe Full Time Sports, dirigida pelo engenheiro Maurício Ferreira, reconhecido como um dos melhores profissionais do automobilismo brasileiro. “Com certeza, nossos bons resultados têm sido reflexo da experiência do Maurício e, também, da escolha do carro”, apontou Wagner. “Acompanhamos o regulamento para este ano, e sabíamos que o Viper seria bastante competitivo. A soma de todos esses fatores tem nos permitido fazer uma boa temporada”, encerrou Wagner.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *