GT3 Brasil: Estreante, Hellmeister surpreende e lidera em Curitiba

Piloto substitui Guto Negrão e supera favoritos nos treinos livres.

Convocado para ocupar a vaga aberta pela ausência de Guto Negrão, o estreante Alan Hellmeister (Medley) surpreendeu ao estabelecer a volta mais rápida dos treinos livres que abriram a programação oficial da abertura da segunda temporada da GT3 Brasil. Ao volante de um Dodge Viper Coupé, o piloto da Stock Car Light foi o mais veloz no período da tarde e baixou a marca estabelecida de manhã no Autódromo Internacional de Curitiba pelo Ford GT da dupla Ricardo Rosset-Walter Salles. Mesmo enfrentando uma quebra mecânica, os atuais campeões Xandy Negrão-Andreas Mattheis fecharam o dia na terceira colocação.


Hellmeister só soube que viria a Curitiba no final de semana. O titular Guto Negrão abriu mão da prova para acompanhar a filha Isabela, convocada pela seleção brasileira de triathlon, ao Mundial dos Estados Unidos. O bom desempenho, no entanto, encheu Hellmeister de esperança. “Pode ser que eu continue na categoria. Acho que vai depender do meu desempenho”, afirmou o paulista, mais uma das promessas do kart e da Fórmula Renault brasileira que não conseguiu decolar na carreira por falta de apoio. O resultado inesperado – foi quase sete décimos mais rápido que o segundo tempo da segunda sessão – levantou suspeita de que tivesse recorrido a um jogo de pneus OK. “Era um jogo ainda novo, mas não zerinho”, rebateu.


Xandy e Matteis ficaram fora da briga pelos melhores tempos da tarde por causa de um imprevisto. Pouco depois de assumir o cockpit no lugar do companheiro, Xandy regressou aos boxes com uma vareta de válvula empenada. “Não dei nenhuma passada de giros que pudesse ter causado o problema”, estranhou. A Equipe Medley começou a trabalhar no reparo imediatamente, mas a possibilidade de troca do motor para os treinos e tomadas classificatórias de amanhã não está descartada. Outra estrela da categoria, Ingo Hoffmann – 12 vezes campeão da Stock Car e que acaba de anunciar a aposentadoria da categoria no fim do ano – andou pouco por causa da saída de pista do parceiro Paulo Bonifácio pela manhã. O assoalho precisou ser trocado e Ingo só entrou no carro no final da prática. “Este carro é manhoso. É preciso tempo de vôo para compreendê-lo melhor”, lembrou o dinossauro em extinção.


Neste sábado, os pilotos voltam à pista logo cedo, às 8h55, para o terceiro e último treino livre. Às 11h25 será realizada a tomada classificatória da primeira etapa, cuja largada será autorizada mais tarde, a partir das 15h25. O grid da segunda corrida também será definido amanhã, das 11h55 às 12h15. Domingo, o fechamento da rodada dupla começará às 13h15.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *