GT3 Brasil: Fim de semana não foi bom para pilotos que correm com a Ferrari

A Lamborghini mostrou no Autódromo Internacional de Curitiba que está um passo à frente do outros super carros que competem GT3 Brasil Championship. O modelo Gallardo da dupla Paulo Bonifácio/Alceu Feldmann largou duas vezes na pole position e venceu neste domingo (2) a terceira e quarta etapas da temporada de estréia da categoria em pistas brasileiras.


Na primeira corrida do dia, Bonifácio entregou o carro para Feldmann na troca de pilotos com boa vantagem na liderança, que foi mantida até a parada extra para troca de um pneu furado. O contratempo foi amenizado pela entrada do safety, devido à batida entre a Ferrari 430 de Sérgio Laganá e o Viper de Fábio Casagrande. Com isso, Feldmann reaproximou-se do pelotão e fez ultrapassagens até tomar a liderança em poder do Viper conduzido por Xandy Negrão.
 
A prova teve emoções fortes logo na segunda volta, com o princípio de incêndio na Ferrari 430 de Renato Cattallini e a disputa acirrada pelo segundo lugar, nas últimas voltas, entre Xandy Negrão, Ramon Matias (Viper) e a Ferrari de Claudio Ricci, que levou a melhor. A quarta etapa, na parte da tarde, foi quase um passeio para a dupla da Lamborghini, que liderou praticamente de ponta a ponta.
 
Com exceção do segundo lugar de Claudio Ricci, na primeira corrida do domingo, o fim de semana não dos melhores para os competidores da marca Ferrari. Como no caso da dupla Rafael Derani/Alencar Júnior. O Ferrari que representa as marcas da Neo Química – Neosoro/Motul enfrentou problemas de combustível e não foi além de um sexto e um sétimo lugares. Ricci compensou em parte o domingo para a marca ao estabelecer as voltas mais rápidas nas duas provas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *