GT3 Brasil: Piquet visita o autódromo e dá dicas aos Fittipaldi, mas não estréia

Tricampeão mundial de Fórmula 1 adiou sua primeira corrida no Telefônica Speedy GT3 Brasil, mas garante que vai disputar o campeonato com o “carro de seus sonhos”.

Nelson Piquet também tem um carro dos sonhos. E ele vem brilhando nas pistas brasileiras no Telefônica Speedy GT3 Brasil. O tricampeão mundial de Fórmula 1 esteve na tarde desta sexta-feira (13) no autódromo de Brasília, e confirmou a vontade de estrear no torneio de supercarros com um Ford GT V8. A categoria realiza neste final de semana sua terceira rodada dupla, com provas neste sábado e domingo, a partir das 15h30 e 13h10 respectivamente.
 
O modelo dirigido nas ruas por Piquet é o mesmo que ele vai utilizar quando estrear na GT3 com o paulista Eduardo de Souza Ramos. Para isso, logicamente, a versão de corrida que ainda está para chegar da Europa receberá preparação para competir. O Ford GT moderno é inspirado no modelo GT40 que, admitiu Piquet, era o carros de seus sonhos na adolescência. E a presença do carro no grid do GT3 Brasil aumentou sua vontade de retornar às competições. “O Ford GT40 era o carro que eu desejava na época, por ter vencido três vezes as 24 Horas de Le Mans e por toda sua história. Quando soube que a Ford faria uma nova versão do modelo (para homenagear o projeto GT40), comprei um GT de rua. E quando soube que haveria uma versão de competição pensei: vou comprar um destes para me divertir”, declarou o tricampeão.

Piquet chegou por volta do meio dia ao circuito guiando seu Ford GT de rua vermelho, que ele tem há dois anos. O tricampeão de Fórmula 1 admitiu que gostaria muito de ter estreado na categoria já em Brasília. O motivo, claro, é a oportunidade de correr ‘em casa’, no circuito que ele melhor conhece entre todos os cinco que integram o calendário da temporada.

Em conversa com os irmãos Emerson e Wilsinho Fittipaldi, Piquet aproveitou seu conhecimento do traçado para dar dicas. Embora sejam muito experientes, tanto Emerson quanto Wilsinho estão se re-familiarizando com o Autódromo de Brasília. “Essa pista tem quatro curvas de alta, mas elas são relativamente fáceis de fazer”, disse Piquet. “Onde se ganha tempo mesmo numa volta é nas curvas da Bruxa e do Placar”, contou aos atentos irmãos Fittipaldi.

A estréia de Nelson Piquet na GT3 estava prevista para a etapa de Brasília, mas precisou ser adiada depois de um problema técnico ocorrido durante o shake-down de seu Ford GT. “Brasília seria o melhor lugar para a minha estréia, mas infelizmente não deu. Ainda não sei em qual etapa irei começar, mas que eu vou correr, eu vou”, enfatizou o tricampeão.
 
O primeiro treino livre da GT3 em Brasília terminou com a liderança do carro do momento na categoria. Com um Ford GT V8, Xandy Negrão e Andréas Mattheis fecharam o treino em primeiro, deixando em segundo os atuais líderes do torneio, Walter Salles e Ricardo Rosset, com outro Ford GT V8.
 
O resultado completo da primeira sessão de testes em Brasília é a seguinte:
1º)  A.Mattheis/X.Negrão  (FG, RJ/SP), 1:56.223, média de 169.58 Km/h
2º)  W.Salles/R.Rosset  (FG, RJ/SP), 1:57.530
3º)  N.Gresse/V.Brito  (P9, SP/PB), 1:57.754
4º)  M.Hahn/A.Khodair  (F4, SP/SP), 1:59.187
5º)  C.Ricci/R.Derani  (F4, RS/SP), 1:59.350
6º)  E.Nascimento/L.Burti  (VC, RJ/SP), 1:59.749
7º)  R.Cattalini/Jorge Neto  (F4, PR/SP), 1:59.919
8º)  W.Derani/G.Losacco  (F4, SP/SP), 2:00.568
9º)  E.Fittipaldi/W.Fittipaldi  (P9, SP/SP), 2:00.933
10º)  W.Ebrahim/F.Ebrahim  (VC, PR/PR), 2:02.289
11º)  S.Cunha/L.Garcia  (F4, DF/DF), 2:02.780
12º)  R.Matias/M.Stumpf  (VC, RS/RS), 2:03.068
13º)  T.Marques/A.Feldmann  (LG, PR/PR), 2:03.496

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *