GT3 Brasil: Ricci e Derani conquistam vitória histórica

O gaúcho Cláudio Ricci e o paulista Rafael Derani, da equipe CRT Brasil, escreveram seus nomes na história do Itaipava GT3 Brasil neste domingo, em São Paulo. Eles venceram a segunda etapa da temporada 2009, disputada no Autódromo de Interlagos, na Zona Sul da capital, e levaram a Ferrari F430 pela primeira vez ao alto do pódio no campeonato brasileiro. A dupla – que havia quebrado um jejum de 18 corridas ao conquistar a pole position para a prova de sábado –, fechou a etapa deste domingo à frente das duplas Lico Kaesemodel/Thiago Camilo (Porsche 997), e Clemente Lunardi/Constantino Jr. (Ford GT).

“Quero agradecer a toda a equipe, que trabalhou muito para que conquistássemos essa primeira vitória”, disse Ricci. “A CRT talvez seja a equipe que mais tenha treinado para reverter as dificuldades que enfrentamos no ano passado, e como fizemos os 1000 km de Interlagos já com os novos pneus Pirelli, começamos o ano com um acerto um pouco melhor para os novos compostos. Mas, acredito que as demais equipes também vão evoluir ao longo do ano, e esse tem tudo para ser um campeonato muito competitivo”, completou.

Derani, que estabelecera a pole position com a Ferrari no dia anterior, revelou ter tido um fim de prova dramático neste domingo. Apesar de ter assumido o comando do carro já na primeira colocação, com uma boa vantagem para o Porsche de Camilo e Kaesemodel, ele teve de completar as últimas três voltas sem a assistência da direção hidráulica – o que permitiu a aproximação dos adversários.

“Tivemos mais trabalho no turno do Ricci, e como deixei os boxes em primeiro, minha maior dificuldade foi ouvir pelo rádio que o Porsche estava se aproximando”, disse Derani. “No final, no entanto, fiquei sem a direção hidráulica, e acho que cansei mais nas três últimas voltas do que no fim de semana inteiro”, revelou o vencedor.

A etapa de abertura do Itaipava GT3 Brasil mostrou que a competitividade, ao que tudo indica, está de volta à categoria. Depois de uma temporada em que imperou a maior potência e eficiência mecânica do Ford GT, as Ferrari da CRT Brasil mostraram ter recuperado terreno. E passaram a ter como adversários, também, os Porsches 997.

“A corrida de sábado, que teve quatro marcas nas quatro primeiras colocações, mostrou que este ano as vitórias serão decididas nos detalhes”, acrescentou Ricci. “Para a corrida de Curitiba (sede da segunda rodada do ano), acredito que possamos ter novamente um bom desempenho, mas como os demais times não estarão parados, aposto em um campeonato sensacional”, encerrou o gaúcho.

Com o resultado deste domingo, e a segunda colocação obtida no sábado, Rafael Derani e Cláudio Ricci deixaram o Autódromo de Interlagos na liderança do campeonato. Eles passaram a somar 37 pontos na tabela, contra 35 da dupla Constantino Jr./Clemente Lunardi, a segunda colocada. Lico Kaesemodel e Thiago Camilo ocupam a terceira posição, com 30. A segunda rodada dupla da GT3 Brasil será realizada nos dias 30 e 31 de maio, em Curitiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *