GT3 Brasil: Ricci e Derani fazem prova “cerebral” e ampliam liderança no RJ

Dupla da equipe CRT Brasil terminou o fim de semana com uma vitória e um segundo lugar, e abriu 33 pontos de vantagem para o segundo colocado na tabela, Ricardo Maurício.

O segundo lugar obtido na 12ª etapa do Itaipava GT3 Brasil, disputada neste domingo no Rio de Janeiro, deixou o gaúcho Cláudio Ricci e o paulista Rafael Derani ainda mais perto do título de campeões da temporada 2009 da categoria. Depois de garantir a vitória de ponta a ponta na corrida de sábado, a dupla da equipe CRT Brasil fez uma prova “cerebral” neste domingo, e sob o forte calor da primavera carioca recebeu a bandeirada logo atrás de Daniel Serra e Chico Longo, vencedores da etapa.

O resultado levou Ricci e Derani a 179 pontos no campeonato, e permitiu a eles abrir 33 de vantagem sobre Ricardo Maurício, o segundo colocado na classificação geral. Já considerados os descartes obrigatórios, Maurício passa a somar 146 pontos, e precisará repetir os resultados obtidos nas etapas de Curitiba e São Paulo para voltar a ameaçar os atuais líderes. Com cinco vitórias, três segundos lugares e cinco pódios em doze provas, Ricci e Derani podem até deixar de pontuar em parte das etapas restantes que, mesmo assim, confirmarão o título.

“Fizemos uma boa corrida e tivemos um final de semana praticamente perfeito. Na etapa de hoje precisávamos terminar entre os primeiros para permanecer em situação confortável no campeonato, por isso procuramos poupar o carro em todos os momentos. No início da prova mantive um ritmo forte o suficiente para não deixar o Daniel Serra abrir muito e, ao mesmo tempo, para evitar a aproximação dos nossos principais adversários no campeonato. Como o Chico e o Daniel não estão na disputa direta pelo título, corremos com a cabeça para somar o maior número de pontos possível”
, declarou Ricci.

O gaúcho entregou o carro a Rafael Derani na segunda colocação, e coube ao paulista a tarefa de forçar o líder Chico Longo ao erro nas voltas finais. “Corremos pensando no campeonato e preferi não arriscar uma ultrapassagem. Tentei forçar o Chico ao erro, mostrei meu carro a ele diversas vezes, e no final conseguimos um resultado ótimo. Nossa dupla está em situação favorável no campeonato, e vamos trabalhar para conquistar o título já na etapa de Curitiba”, comentou Derani.

O calor voltou a ser um complicador na corrida deste domingo. Com a temperatura ambiente bem superior a 30ºC, o condicionamento físico dos pilotos foi bastante exigido, e até mesmo os supercarros da GT3 sofreram grande desgaste em razão da alta nos termômetros. Dentro do carro, o calor foi ainda mais intenso e provocou situações curiosas como a ocorrida com Rafael Derani logo após a bandeirada final.

“Fazia tanto calor dentro do carro que meus pés queimaram”, disse ele. “Por isso, assim que cruzei a linha de chegada pedi à equipe água para jogar… nos pés! Achei até que minha sapatilha tinha derretido”, comentou Derani. A próxima rodada dupla do Itaipava GT3 Brasil está marcada para os dias 31 de outubro e 01 de novembro, em Curitiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *