GT3 Brasil: “Vamos brigar por pódios em todas as etapas”, afirma Thiago Marques

Com o veloz e eficiente Lamborghini Gallardo e a competente Action Power, Thiago acredita que a regularidade será a vantagem de sua dupla com Alceu.

O paranaense Thiago Marques será um reforço no grid da temporada 2008 do Brasil GT3 Championship, torneio de supercarros que é novidade no automobilismo nacional. Marques irá dividir a pilotagem do veloz e eficiente (e também belíssimo) Lamborghini Gallardo com outro paranaense, Alceu Feldmann – vice-campeão da primeira temporada da história da GT3 no país, em 2007. O carro será preparado pela equipe Action Power, uma das melhores e mais bem equipadas do Brasil. Nesta entrevista, Thiago conta da expectativa de pilotar o Lamborghini, da competitividade da categoria e de suas chances de brigar pelo título.

Por que você decidiu competir na GT3?
Participando de apenas um torneio, os pilotos profissionais no Brasil só têm a oportunidade de competir em cerca de doze finais de semana por ano, e isso é pouco. Então, sempre tive intenção de participar em mais de uma categoria top, como era o caso da Super Clio, uma categoria que acabou há uns dois anos e contava com pilotos da Stock. Em 2008, a GT3 já terá muitos nomes fortes, incluindo ex-pilotos de Fórmula 1, e por isso surgiu a vontade de competir em mais esta categoria profissional.

Você e o Alceu Feldmann vão formar uma dupla muito forte. São candidatos ao título?
Eu acho que temos um conjunto pilotos-carro-equipe que com certeza é competitivo e pode conseguir bons resultados. Não gosto de falar que somos favoritos, mas acredito que vamos brigar por pódios em todas as corridas, o que significa que estaremos fortes na pontuação. O Lamborghini continuará sendo um bom carro. No ano passado acho que era mais forte, mas em 2008 deve ter que usar pneus mais duros. Além disso, os demais carros vão receber evoluções, então nosso Lambo não vai ser superior. Mas, mesmo assim, acho que a regularidade de nosso conjunto é interessante. A nossa constância será uma arma, vai nos ajudar a obter os resultados que precisamos.

Vocês já foram parceiros em algum campeonato?
Nossas famílias já moraram no mesmo prédio anos atrás. E aí surgiu uma amizade. Mas eu e o Alceu nunca tivemos relacionamento profissional, nem mesmo competimos na mesma equipe. De qualquer jeito, será um prazer ter este amigo como aliado na pista, pois nossa amizade fora dela já é bem bacana.

O que você sabe sobre o Lamborghini Gallardo?
Sei que foi muito forte em 2007 e que pode ser competitivo novamente. Mas eu nunca pilotei o Lambo. Só sei que é muito prazeroso guiá-lo, então, como piloto será uma experiência bem interessante.

Mas você já pilotou algum outro supercarro de alguma marca legendária antes?
Eu disputei a última Mil Milhas com um Ferrari 575 e fiz testes em Misano (Itália) com ele também. Ele é um GT1, com motor V12 e 650 cavalos, portanto é o que há de melhor em se tratando de Gran Turismo no mundo. Foi fantástico. Espero ter essa sensação novamente.

Como acha que será sua temporada de estréia na GT3?
Com certeza há várias duplas que serão competitivas, caso do (Rafael) Derani e do (Claudio) Ricci, que dividem a pilotagem de um Ferrari F430 e que vão brigar por vitórias. Acho que a GT3 vai experimentar um grande crescimento no Brasil. E isso significa muita competição na pista. Vou adorar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *