GTBR4: Ginetta G50 completa teste antes da estreia no Itaipava GT Brasil

Pilotos do TNT Energy Team deram as primeiras voltas com o novo carro da Itaipava GTBR4

Foram meses de expectativa até que os modelos Ginetta G50 entrassem na pista pela primeira vez no Brasil. Os dois carros, trazidos pelo TNT Energy Team para a disputa da categoria Itaipava GTBR4, completaram nesta quarta-feira (7) uma tarde inteira de testes no Autódromo de Interlagos – José Carlos Pace, em São Paulo (SP). “É tudo aquilo que a gente esperava e talvez até um pouco mais”, resumiu o piloto Carlos Burza, que utilizará o Ginetta G50 de número 81 por todo o restante da temporada do Itaipava GT Brasil.

“O carro é impressionante, muito dócil, muito na mão. Parece estar o tempo todo numa pista de autorama”, comparou Marçal Melo, que dividirá com William Freire a pilotagem do modelo número 82. Os dois carros estreiam já na próxima etapa do campeonato, marcada para os dias 17 e 18 de julho, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, no Rio de Janeiro (RJ). É mais um reforço para o bom grid da Itaipava GTBR4, que contava até o momento com Ferrari Challenge e Maserati Trofeo. O Ginetta G50 é equipado com motor dianteiro Ford V6, com aproximadamente 300 cv.

Possui câmbio sequêncial de seis marchas, tração traseira e, como não poderia ser diferente num carro inglês, cockpit do lado direito, uma novidade nesta temporada do Itaipava GT Brasil. “Pilotar do outro lado muda bastante em algumas curvas, mas sempre para melhor. Contornar o ‘S do Senna’ assim é maravilhoso. O ‘Laranjinha’, então, é fantástico”, descreve Carlos Burza, que nas primeiras voltas como o novo carro estranhou apenas o câmbio. “Por se tratar de um câmbio sequêncial, a redução das marchas é feita colocando a alavanca, que fica à esquerda do piloto, para frente”, conta.

Até aí, parece apenas uma questão de ganhar quilometragem. “Agora é pegar a mão e começar a buscar os limites, isso vai demorar um pouco. Mas a primeira impressão foi maravilhosa. Acho que o carro chega ao Rio de Janeiro para andar consistentemente entre os cinco primeiros”, acrescenta Marçal Melo. Ele e William Freire ocupam a quarta posição no campeonato, com 79 pontos. Cristiano Federico e Leonardo Medrado, com Ferrari Challenge, são os líderes: têm 91. Um jogo que ainda pode virar, especialmente com a chegada dos novos Ginetta G50.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *