IndyCar: Bia Figueiredo visita AACD e GRAACC

Nesta semana de corrida da Fórmula Indy em São Paulo, Ana Beatriz Figueiredo tem dois compromissos diferentes, e, para ela, especiais.

A pilota da Ipiranga Dreyer & Reinbold Racing visitará dois dos mais importantes projetos de solidariedade da capital paulista e do Brasil: a GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer), na tarde de terça-feira, atendendo a convite de voluntárias da entidade, e a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), na condição de embaixadora da Racing for Kids, instituição norte-americana apoiada pela Indy.

 

“A primeira vez que eu fiz uma visita a crianças pela Racing for Kids foi em 2008, quando corria na Indy Lights. Fui com o intuito de dar um pouco de alegria para elas. Mas quem acabou me alegrando foram as crianças. Fico emocionada com a vontade e alegria  de viver delas, por mais difíceis sejam as suas limitações, e me sinto abençoada por ter a saúde e oportunidade que fazer o que amo: correr de carro. É um contato muito especial para mim”, ela conta.

 

Criada em 1989, em Detroit, a Racing For Kids usa a popularidade dos esportes automobilísticos para chamar a atenção de seu público e arrecadar fundos para tratamentos médicos infantis. A instituição já promoveu visitas a mais de 24 mil crianças em 475 hospitais dos Estados Unidos, Canadá, México, Japão e Austrália, arrecadando mais de US$ 5,4 milhões para doações a instituições de apoio a causas infantis.

 

Nos últimos três anos, Bia fez várias visitas pela Racing for Kids em cidades onde correu nos Estados Unidos, e, no Brasil, em 2010, visitou a Cruz Vermelha, também a convite, na programação de Natal. “É sempre muito legal. Vou com o intuito de alegrar as crianças e aprender sobre a vida”, conclui a pilota da Ipiranga Racing.

 

AACD e GRAACC

 

As duas visitas em São Paulo são coordenadas por Ana Luiza Figueiredo, irmã de Bia, atuante no terceiro setor. “Escolhemos a AACD porque é uma das mais respeitadas organizações, referência para outras instituições, por sua competência e estrutura. Assim como aceitamos o convite das voluntárias da GRAACC pelas mesmas razões”, ela explica.

 

Fundada em 1950 pelo médico Renato da Costa Bomfim para promover a prevenção, habilitação e reabilitação de pessoas com deficiência física, especialmente crianças e adolescentes, hoje a AACD faz mais de cinco mil atendimentos diários. Em 2010, beneficiou mais de 1,347 milhão de pessoas com serviços de terapia, cirurgias e aulas, oferecidos em vários endereços em São Paulo, em Osasco, na Grande São Paulo, em São José do Rio Preto, interior paulista, e no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Criado em 1991, o GRAACC mantém o Instituto de Oncologia Pediátrica, referência na América Latina em tratamento e pesquisa do câncer, através de parceria com a Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo, com certificação ISO 9001, e a Casa Ronald McDonald de São Paulo. Anualmente, faz mais de 15 mil consultas, mais de mil cirurgias, mais de 20 transplantes de medula e mais de 11 mil sessões de quimioterapia. Com orçamento anual acima de R$ 50 milhões, atende 300 novos casos/ano, totalizando atualmente mais de cinco mil crianças e adolescentes atendidos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *