IndyCar: Bruno Junqueira consegue melhor posição de largada em Edmonton

Depois de enfrentar boa parte das 12 corridas da temporada em circuitos desconhecidos, tendo de encontrar rapidamente um bom acerto para o Dallara Honda da Dale Coyne Racing, contra equipes que conhecem o equipamento como a palma das mãos, finalmente Bruno Junqueira (Alcompac/Telemont) pode dizer que se sente em casa. Afinal, se para boa parte dos 27 pilotos que largam hoje às 16h (de Brasília), o circuito provisório de Edmonton é uma novidade, ele faz parte do grupo que conhece bem os 3.174m traçados em torno do aeroporto da cidade canadense. Principalmente por isso, o mineiro, que larga em sétimo, confia em conseguir o melhor resultado do ano, numa corrida que exige muito de câmbio e freios e marca o fim de uma série de seis provas em finais de semana consecutivos.

Bruno e a Coyne viveram momentos de ansiedade e muito trabalho depois que o acidente na segunda sessão de treinos livres, quinta-feira, danificou o chassi titular do carro 18. Como o monocoque teve de ser enviado à fábrica para reparos, os mecânicos montaram o carro reserva, acertado para os ovais e mais pesado, por não ter algumas evoluções desenvolvidas pela Dallara. Diante das circunstâncias, o piloto, que sonhava com um lugar entre os seis primeiros, passou a esperar um posto nas seis primeiras filas.

Pois o desempenho na qualificação foi muito melhor do que o imaginado inicialmente e mostrou toda a superação do piloto e da escuderia. Integrando o Grupo 1, que ganhou a pista primeiro para as voltas cronometradas, Bruno garantiu a sexta melhor marca na primeira fase, o que lhe valeu a passagem à segunda parte do treino. Até os últimos segundos ele se mantinha em sexto, com passaporte carimbado para a superpole, quando acabou superado pelo australiano Ryan Briscoe, da Penske, que viria a conseguir a volta mais rápida e vai comandar o grid.

O sétimo lugar, melhor posição de Bruno na temporada, encheu o piloto de otimismo por um bom resultado, especialmente pelo fato de conhecer bem o desafio de suportar as 95 voltas do GP. “Essa foi sem dúvida a etapa nessa temporada em que melhor iniciamos o fim de semana. Já nas primeiras voltas do treino matinal de quinta eu sabia que poderia brigar pelas primeiras posições, e quem sabe, até mesmo, pela pole, mas infelizmente um pequeno incidente no treino da tarde acabou mudando o rumo das coisas. Tive que passar ao meu carro reserva, um chassi mais pesado, e sem uma distribuição de peso ideal. Isso nos custou algumas posições no grid, mas mesmo assim, estou muito contente pela minha melhor classificação, e tambem, como equipe, por ter o Mário pela primeira vez participando tambem dos top 12. Foi um dia de superação, e, por isso, fico muito contente com o meu resultado. Para amanhã (sábado), o chassi antigo não nos prejudicará tanto como na classificação, e numa pista em que há possibilidades de ultrapassagens, vou brigar pela minha melhor posição.”

GP de Edmonton
Indy Racing League – 13ª etapa

Grid

Piloto País Equipe Tempo
1- Ryan Briscoe (AUS) Penske 1min00s7311
2 – Hélio Castroneves (BRA) Penske 1min00s8360
3 – Oriol Servia (ESP) KV Racing 1min00s8584
4 – Scott Dixon (NZL) Ganassi 1min00s8585
5 – Will Power (AUS) KV Racing 1min01s0154
6 – Justin Wilson (ING) Newman/Haas/Lanigan (*) sem tempo
7 – Bruno Junqueira (BRA) Dale Coyne Racing 1min01s2991
8 – Graham Rahal (EUA) Newman/Haas/Lanigan 1min01s4573
9 – Dan Wheldon (ING) Ganassi 1min01s6656
10 – Mário Moraes (BRA) Dale Coyne Racing 1min01s7552
11 – Enrique Bernoldi (BRA) Conquest 1min02s0227
12 – Marco Andretti (EUA) Andretti Green 1min02s2991
13 – Ryan Hunter-Reay (EUA) Rahal Letterman 1min02s1039
14 – Danica Patrick (EUA) Andretti Green 1min02s4171
15 – Paul Tracy (CAN) Walker Racing 1min02s2387
16 – Vítor Meira (BRA) Panther 1min02s4907
17 – A.J.Foyt IV (EUA) Vision 1min03s1346
18 – Darren Manning (ING) Foyt Racing 1min02s6644
19 – Mario Domínguez (MEX) Pacific Coast 1min03s1359
20 – E.J. Viso (VEN) HVM 1min02s9242
21 – Hideki Mutoh (JAP) Andretti Green 1min03s8100
22 – Buddy Rice (EUA) Dreyer & Reinbold 1min03s4276
23 – Townsend Bell (EUA) Dreyer & Reinbold 1min03s8825
24 – Ed Carpenter (EUA) Vision 1min03s6396
25 – Marty Roth (CAN) Roth 1min09s0498
26 – Jaime Câmara (BRA) Conquest 1min03s8572
27- Tony Kanaan (BRA) Andretti Green sem tempo

* Classificou-se entre os seis primeiros com os tempos nas duas primeiras fases do qualifying
** Todos os pilotos com chassis Dallara e motores Honda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *