IndyCar: Dupla da Penske faz a dobradinha em Mid-Ohio

O australiano Ryan Briscoe, da Penske, venceu neste domingo (20/07), o GP de Mid-Ohio, 12º etapa da temporada. Foi a segunda vitória de Briscoe no ano. O brasileiro Helio Castroneves completou a dobradinha da Penske. O líder da temporada, o neozelandês Scott Dixon, da Ganassi, foi o 3º.

A prova começou com pista úmida, com o pole, Castroneves mantendo a ponta na largada, seguido por Briscoe e o inglês Justin Wilson, da Newman-Haas-Lanigan. Na volta seguinte o australiano perdeu três posições, caindo para 5º.


Com a pista secando rápido, os pilotos começaram a entrar nos boxes para trocar os pneus de chuva. O brasileiro Vitor Meira, da Panther, assumiu a liderança. Helio caiu para a 6º posição.


Na 8º volta aconteceu a primeira bandeira amarela, com a batida entre o brasileiro Enrique Bernoldi, da Conquest e o norte-americano Ryan-Hunter Reay, da Rahal-Letterman. Reay continuou na prova. A prova recomeçou na 13º volta.


O mexicano Mario Dominguez, da PCM, teve o aerofólio traseiro quebrado, ficando na caixa de brita, depois da rodada, na 24º volta. Ajudado pelos fiscais o mexicano voltou a pista. Com a amarela alguns pilotos foram para os boxes.


Wilson foi para a primeira posição, com o inglês Dan Wheldon, da Ganassi, em 2º. A bandeira verde voltou na 30º volta, para sete voltas depois a venezuelana Milka Duno, da Dreyer & Reinbold, rodar e ficar parada na pista. Terceira amarela do dia. Novos pits.


Briscoe era o novo líder, seguido pelo brasileiro Mario Moraes, da Dale-Coyne. Recomeço de corrida na 42º volta, para nova paralisação na volta seguinte, devido a rodada de Wilson que levou junto Wheldon, e os norte-americanos Marco Andretti, da Andretti-Green e A.j.Foyt IV, da Vision. A prova recomeçou na 46º volta.


Na 54º os lideres começaram a parar nos boxes. Briscoe manteve a liderança, seguido pelo brasileiro Bruno Junqueira, da Dale-Coyne e Castroneves. Moraes, que fazia uma grande prova, rodou na curva 4, na 61º volta, provocando a última amarela da corrida. Faltando nove voltas para o termino da etapa, Junqueira, que estava em uma janela diferente de paradas, foi para os boxes, caindo várias posições.
Briscoe venceu com mais de sete segundos de vantagem para Helinho. Dixon foi o 3º, seguido pela dupla da KV Racing, o australiano Will Power e o espanhol Oriol Servià. Meira completou os seis primeiros. O brasileiro Tony Kannan, da Andretti-Green, terminou na 7º posição. Junqueira foi 13º, a frente do compatriota, Jaime Câmara, da Conquest.


Dixon lidera o campeonato com 455 pontos O vice-líder, Castroneves, soma 397.


A próxima etapa acontece no dia 26 de julho, o GP de Edmonton, no Canadá.


Final:


1 Ryan Briscoe (Penske)
2 Hélio Castroneves (Penske)
3 Scott Dixon (Ganassi)
4 Will Power (KV Racing)
5 Oriol Servia (KV Racing)
6 Vitor Meira (Panther)
7 Tony Kanaan (Andretti Green)
8 Darren Manning (A.J. Foyt)
9 Hideki Mutoh (Andretti Green)
10 Ryan Hunter-Reay (Rahal Letterman)
11 Justin Wilson (Newman/Haas/Lanigan)
12 Danica Patrick (Andretti Green)
13 Bruno Junqueira (Dale Coyne)
14 Jaime Câmara (Conquest)
15 Ed Carpenter (Vision)
16 Graham Rahal (Newman/Haas/Lanigan)
17 Dan Wheldon (Ganassi)
18 A.J. Foyt IV (Vision)
19 Mario Dominguez (Pacific Coast Motorsports)
20 Buddy Rice (Dreyer & Reinbold)
21 Marty Roth (Roth)
22 Ernesto Viso (HVM Racing)
23 Milka Duno (Dreyer & Reinbold)


Não completaram:


24 Mario Moraes (Dale Coyne)
25 Marco Andretti (Andretti Green)
26 Enrique Bernoldi (Conquest)



Classificação Geral:


1. Scott Dixon 455 pontos
2. Helio Castroneves 397
3. Tony Kanaan 365
4. Dan Wheldon 364
5. Ryan Briscoe 296

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *