IndyCar: Kanaan troca o motor e larga na última posição no Canadá

Após troca do propulsor, Brasileiro perde 15 posiçoes no grid.

Durante o treino oficial para o GP de Edmonton, no Canadá, disputado nesta sexta-feira (25), o brasileiro Tony Kanaan se classificou para o “round 2”, entre os 12 mais rápidos, mas nos instantes finais, o piloto da Andretti Green Racing rodou e, de acordo com as regras, como não conseguiu manter o motor funcionando, não pôde mais retornar à pista, ou seja, Kanaan largaria na 12a posição, na 6a fila. Porém, mais tarde, a AGR constatou que o motor do carro número 11 foi afetado e optou por trocá-lo. Com isso, o brasileiro larga na 27a colocação, última do grid. “Tínhamos um carro bem rápido, mas infelizmente isso aconteceu. Estou muito decepcionado”, comentou o brasileiro. Essa é a primeira vez, desde 2005, quando os circuitos mistos voltaram ao calendário da Indy, que Kanaan não se classifica para a superclassificação entre os seis primeiros.


A pole-position ficou com o australiano Ryan Briscoe, da Penske, que dividirá a primeira fila com o companheiro Hélio Castroneves. Na 2a fila, a equipe KV Racing se valeu da vantagem de conhecer o circuito canadense, que fica dentro de um aeroporto, pois tanto o time como o autódromo são provenientes da findada Champ Car , com o espanhol Oriol Serviá na 3a colocação, seguido pelo australiano Will Power. Scott Dixon, da Ganassi, larga na 5a posição ao lado de Justin Wilson, que também rodou e não pode participar da fase final.


O GP de Edmonton, que terá 95 voltas no total, será disputado neste sábado (26), às 18h (horário de Brasília), a 13a corrida realizada pela Fórmula Indy nesse ano. Ao todo, 17 provas estão programadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *