IndyCar: Dallara é escolhida para fabricar o novo carro da categoria

Atual fornecedora da categoria ganha o direito de continuar como fabricante de chassis.

Na tarde desta quarta-feira (14) no Museu da Arte em Indianápolis, a direção da Fórmula Indy anunciou o novo carro que a categoria irá utilizar a partir da temporada 2012. A italiana Dallara Automobili saiu como a grande vencedora superando a concorrência de outras quatro montadoras: a inglesa Lola e as norte-americanas BAT, DeltaWing e Swift.

O anúncio do novo carro foi a mais importante decisão da direção da Fórmula Indy nos últimos anos. “A decisão que tomamos não foi fácil, tivemos que agradar donos de equipes e fãs, para continuarem assistindo a categoria. Essa foi a decisão mais importante da década”, disse Randy Bernard, presidente de competições da Fórmula Indy.

A base do carro será universal para circuitos mistos e ovais, com muita segurança para o piloto e o dispositivo anti-decolagem que será produzido pela Dallara Automobili, parceira da Fórmula Indy desde 1997. As suspensões também serão feitas exclusivamente pela fábrica italiana.

Como um dos requisitos obrigatórios para a nova fornecedora, a Dallara terá de construir uma sede no estado de Indiana para a concepção do novo chassi. Sua fábrica será levantada na Main Street, em Indianápolis, próximo ao Indianapolis Motor Speedway e dos escritórios da sede da Fórmula Indy, e terá aproximadamente 80 empregados.

O novo carro da Fórmula Indy vai ter um custo de 385 mil dólares, que significa 45% mais barato que os atuais chassis. Os pacotes aerodinâmicos chegarão ao preço máximo de 70 mil dólares. Os kits aerodinâmicos poderão ser feitos por qualquer empresa e até mesmo pelas próprias equipes da Fórmula Indy, desde que sejam aprovadas nas inspeções feitas pela categoria.

Os motores desses novos carros serão turbos, com seis cilindros de 2,4 litros, podendo chegar até 750 cavalos de potencia. Lembrando que os atuais motores da categoria são aspirados e tem potencia máxima de 630 hp. O novo carro será entregue para as equipes no máximo em 18 meses. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *