IndyCar: Meira resume “corrida complicada” e segue em 12º na tabela da Indy

Brasileiro da A.J. Foyt sai ileso de prova conturbada em “fim de semana de meia hora” na etapa de Edmonton

A 11ª etapa do campeonato da Fórmula Indy representou mais um fim de semana de dificuldades para Vitor Meira. Os problemas com o acerto do carro da A.J. Foyt não permitiram ao piloto brasileiro mais que o 16º lugar no resultado final da corrida do último domingo (25) na pista de aeroporto de Edmonton, no Canadá. O resultado manteve-o em 12º na classificação do campeonato e acabou ficando acima do que o desempenho nos treinos da etapa levava a supor.

“Foi um fim de semana complicado, o que mais eu posso dizer?”, declarou Meira, que largou em 23º – no grid, esteve à frente apenas de Tony Kanaan, que bateu em sua primeira volta nos treinos classificatórios de sábado (24), e de Milka Duno, que não foi à pista na tomada de tempos. “Lidamos com dificuldades o fim de semana inteiro, tanto para tentar adaptar o carro às condições da pista, que é bastante ondulada, quando com deficiências do próprio carro”.

No último treino antes da corrida, na manhã do domingo, a A.J. Foyt pôs à prova um novo plano de ação. “Nada estava dando certo, mas a equipe veio para o domingo com um novo plano. Resolvemos verificar os amortecedores, e era ali que estava uma das dificuldades. Tivemos só o warm up para ajustar o carro, e ele mudou completamente. Foi a partir disso que nosso fim de semana começou a funcionar, de um treino de 30 minutos antes da largada”, descreveu.

O sentimento final foi de alívio. “Fiquei contente por termos sobrevivido à corrida, porque foi uma corrida definitivamente complicada, muita gente enfrentou problemas. Não tive nenhum incidente e isso poderia ter levado a gente mais para a frente, mas é complicado você voltar e ser tão competitivo quanto espera ser, ou tão competitivo quanto os outros pilotos, se só consegue trabalhar no carro numa condição razoável num treino de meia hora antes da corrida”, falou.

A vitória em Edmonton foi atribuída a Scott Dixon, da Ganassi, depois que Helio Castroneves, da Penske, que completou as 95 voltas em primeiro, recebeu o acréscimo de 20 segundos a seu tempo de prova como punição. Will Power, líder do campeonato, ficou em segundo e foi a 420 pontos. Meira, em 12, soma 205. A próxima etapa da temporada de 2010 da Fórmula Indy está marcada para dia 8 de agosto, no circuito misto de Mid-Ohio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *