IndyCar: Scott Dixon vence em Milwaukee

O neozelandês Scott Dixon, da Ganassi, venceu neste domingo (31/05), o GP de Milwaukee, quinta etapa da temporada. Foi a segunda vitória de Dixon no ano e 18ª na categoria. O australiano Ryan Briscoe, da Penske e o escocês Dario Franchitti, da Ganassi, completaram o pódio.

A prova começou com uma grande largada do brasileiro Tony Kanaan, da Ganassi, que de terceiro passou para a liderança. O baiano permaneceu na frente até a 25ª volta, quando teve problemas, e foi ultrapassado por Briscoe e Dixon. Kanaan parou nos boxes, caindo para a 9ª posição.

O inglês Mike Conway, da Dreyer&Reinbold, provocou a primeira bandeira amarela na 56ª volta, ao bater na curva quatro. Todos os pilotos foram para os boxes, com Briscoe se mantendo na frente, seguido por Dixon e Franchitti. A prova recomeçou na 67ª volta.

Os três primeiros colocados começaram a se distanciar dos demais, com Briscoe abrindo dois segundos de vantagem sobre Dixon, que só encostava quando o piloto da Penske pegava retardatários.

Sem bandeiras amarelas, a prova seguiu no ritmo forte, com os pilotos parando pela segunda vez nos boxes na 129ª volta. Franchitti assumiu a liderança, contando com o trabalho lento da Penske.

Kanaan abandonou na 132ª volta, com fogo na parte traseira de seu Dallara-Honda, logo após a sua segunda parada nos pits.

Contudo, assim que encontrou retardatários novamente, o campeão de 2007 viu Briscoe e Dixon encostarem. Na 153ª volta a dupla ultrapassou o escocês.

Devido a detritos na pista, a segunda amarela apareceu na 160ª volta. Nova rodada de paradas para reabastecimento e troca de pneus, com Briscoe voltando em primeiro, perseguido por Dixon. Onze voltas depois a bandeira verde foi acionada.

Logo os retardatários voltaram a incomodar os ponteiros. Na 200ª, de 225 voltas, Briscoe ficou preso atrás do sul-africano Tomas Scheckter, da Dreyer&Reinbold, com Dixon aproveitando a oportunidade, para por dentro, ultrapassar o australiano . Finalmente em primeiro, Dixon disparou não dando chances para que Briscoe recuperasse a ponta.

Dixon venceu com 2s1257 de frente sobre Briscoe, assumindo a liderança do campeonato com 161 pontos. Franchitti, que chegou a Milwaukee como líder na tabela, com o terceiro lugar, está empatado com Briscoe com 157 pontos, na vice-liderança.

O norte-americano Grahan Rahal, da Newman-Haas-Lanigan, chegou em 4º, seguido pela norte-americana Danica Patrick, da Andretti-Green. Depois de uma prova muito combativa, o brasileiro Raphael Matos, da Luczo Dragon, terminou em 6º lugar.

O brasileiro Mario Moraes, da KV Racing, depois da decepção das 500 Milhas de Indianápolis, foi o 9ª colocado, duas posições a frente do compatriota Helio Castroneves, da Penske. O vencedor das 500 Milhas largou da última posição, após bater no treino classificatório.

Substituindo o brasileiro Vitor Meira na Panther, o canadense Paul Tracy terminou em 17º, e revelou que não sabe se continua na equipe para o restante da temporada.

A próxima etapa acontece no dia 6 de junho no Texas.

Final:

1 – Scott Dixon – Ganassi – 225 voltas em 1h38m54s
2 – Ryan Briscoe – Penske – 2.1257
3 – Dario Franchitti – Ganassi – 2.2644
4 – Graham Rahal – Newman-Haas-Lanigan – 2.6744
5 – Danica Patrick – Andretti-Green – 5.9824
6 – Raphael Matos – Luczo Dragon – 1 volta
7 – Marco Andretti – Andretti-Green – 1 volta
8 – Hideki Mutoh – Andretti-Green – 1 volta
9 – Mario Moraes – KV – 2 voltas
10 – Dan Wheldon – Panther – 2 voltas
11 – Helio Castroneves – Penske – 3 voltas
12 – Ryan Hunter-Reay – Vision – 3 voltas
13 – Tomas Scheckter – Dreyer&Reinbold – 4 voltas
14 – Robert Doornbos – Newman-Haas-Lanigan – 6 voltas
15 – Justin Wilson – Coyne – 7 voltas
16 – Ed Carpenter – Vision – 7 voltas
17 – Paul Tracy – Foyt – 7 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *