IndyCar: Scott Dixon vence no Kansas. Com 3º, Tony Kanaan assume liderança do campeonato

O neozelandês Scott Dixon, da Ganassi, venceu neste domingo (26/04), o GP do Kansas, terceira etapa da temporada, e o primeiro em circuito oval. O brasileiro Helio Castroneves, da Penske, foi o 2º, com o compatriota Tony Kanaan, da Andretti-Green, assumindo a liderança do campeonato, com a 3ª posição.

Saindo da quarta posição do grid, Dixon assumiu a liderança na oitava volta, ao superar o pole-position, o norte-americano Graham Rahal, da Newman-Haas-Lanigan. Cinco voltas depois todos os pilotos foram para os pits, com Castroneves acertando a sua asa dianteira na traseira do carro do compatriota Vitor Meira, da Foyt. Os pedaços dos carros foram mandados no caminho do venezuelano Ernesto Viso, da HWM, causando a primeira bandeira amarela da prova.

O holandês Robert Doornbos assumiu a liderança, mas acabou recebendo uma punição, por tocar em um pneu do companheiro de equipe Rahal. O ex-F-1 caiu para o fim do pelotão, com uma volta de atraso.

Dixon reassumiu a liderança, com Rahal tendo que contar os avanços de Kanaan e do australiano Ryan Briscoe, da Penske. Na segunda rodada de pits, Kannan e Briscoe passaram Rahal, com Dixon se mantendo tranquilo na frente, com três segundos de vantagem.

O brasileiro Raphael Matos, da Luczo Dragon, bateu no muro, acionando uma nova bandeira amarela. Com os pilotos novamente nos boxes, Dixon caiu para terceiro atrás de Kanaan e Briscoe. Pouco depois o atual campeão passou o brasileiro, mas teve que esperar até a parada nos pits seguinte para voltar à primeira posição.

Lutando para chegar às primeiras posições, depois de ser punido e cair para a penúltima posição do grid, o escocês Dario Franchitti, da Ganassi, provocou uma bandeira amarela ao ralar no muro, tentando evitar o carro de Rahal, que andava lento na pista. Os dois foram para os boxes.

Briscoe acabou levando a pior com a bandeira, pois tinha acabado de entrar nos pits e pode apenas colocar combustível, voltando para o pelotão, para esperar o momento certo de trocar os pneus. A equipe não foi autorizada a trabalhar no carro de Briscoe, com o chefe da equipe, Roger Penske, reclamando muito de que o australiano tinha entrado nos pits antes da amarela ser acionada.

Dixon se manteve na ponta, com Castroneves, que como Franchitti foi punido após o classificatório por ter andado abaixo da linha branca, em 2º, seguido por Dixon e Briscoe. Os quatro andaram colados nas primeiras voltas após a relargada, com Dixon controlando a situação para vencer com 0s7 de frente para Castroneves.  Kanna foi o 3º, e com 100 pontos é o novo líder do campeonato.

Briscoe em 4º, é o vice-líder, com 99 pontos. A norte-americana Danica Patrick, da Andretti-Green, chegou na 5ª posição, seguida pelo compatriota e parceiro de equipe, Marco Andretti. Rahal foi o 7º, com o japonês Hideki Mutoh colocando o quarto carro da Andretti-Green entre os oito primeiros.

O brasileiro Mario Moraes, da KV, andou entre os primeiros até o segundo pit stop, quando perdeu diversas posições, terminando em 11º.

A proxima etapa, as 500 Milhas de Indianápolis, acontece no dia 24 de maio.

Final:

1. Scott Dixon Chip Ganassi Racing 200 voltas    
2. Helio Castroneves Team Penske 200          
3. Tony Kanaan Andretti Green Racing 200          
4. Ryan Briscoe Team Penske 200          
5. Danica Patrick Andretti Green Racing 200          
6. Marco Andretti Andretti Green Racing 200          
7. Graham Rahal Newman/Haas/Lanigan Racing 200          
8. Hideki Mutoh Andretti Green Racing 200     
9. Ed Carpenter Vision Racing 200          
10. Dan Wheldon Panther Racing 200          
11. Mario Moraes KV Racing Technology 200          
12. Robert Doornbos Newman/Haas/Lanigan Racing 199          
13. Sarah Fisher Sarah Fisher Racing 199          
14. Justin Wilson Dale Coyne Racing 199          
15. Ryan Hunter-Reay Vision Racing 196          
16. Milka Duno Dreyer & Reinbold Racing 195          
17. Stanton Barrett CURB/Agajanian/Team 3G 181          
18. Dario Franchitti Chip Ganassi Racing 151     
19. Mike Conway Dreyer & Reinbold Racing 109     
20. Raphael Matos Luczo Dragon Racing 95     
21. EJ Viso HVM Racing 37   
22. Vitor Meira AJ Foyt Enterprises 14     

Campeonato:

1. Tony Kanaan 100
2. Ryan Briscoe 99
3. Dario Franchitti 96
4. Scott Dixon 81
5. Ryan Hunter-Reay 74
6. Danica Patrick 74
7. Marco Andretti 73
8. Graham Rahal 72
9. Will Power 69
10. Helio Castroneves 66
11. Dan Wheldon 66
12. Justin Wilson 65
13. Robert Doornbos 59
14. Hideki Mutoh 51
15. Vitor Meira 50
16. Raphael Matos 48
17. Ed Carpenter 46
18. Stanton Barrett 44
19. Mario Moraes 43
20. Alex Tagliani 40
21. Darren Manning 38
22. E.J. Viso 37
23. Mike Conway 36
24. Sarah Fisher 17
25. Milka Duno 14 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *