Kart: Em sua terceira prova, Light reuniu 111 pilotos em disputas de arrepiar

No último sábado, 25, a Copa São Paulo Light de Kart realizou a sua terceira etapa no Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri, Grande São Paulo. Assim como na segunda prova do ano 111 competidores participaram das disputas.

Mereceu destaque na etapa o número de inscritos da categoria Sprinter “A”, classe que reúne pilotos Graduados “A” e “B”. Estiveram na pista 19 competidores superando assim os participantes da Júnior Menor e Cadete, que respectivamente reuniram 18 e 17 karts.

“Realmente ficamos muito satisfeitos com os números que atingimos nesta etapa. Foi uma surpresa muito boa este crescimento na categoria Sprinter “A” e, digamos que, esperada a pequena redução na Cadete. Temos que lembrar que na última semana tivemos Paulista e Nova Schin e, obviamente, os pilotos não conseguem participar de todas as provas”, explicou Rafael Cançado, promotor da Copa São Paulo Light

Rafael também comentou sobre a categoria Mirim. “A Mirim continua sua trajetória de crescimento e reuniu 13 pilotos. Na sexta-feira à tarde, tivemos uma reunião com os pais dos pilotos desta classe e explicamos nossos procedimentos de equalização de motores e os padrões de sorteio e trocas, uma vez que muito estava se comentando sobre isso em fóruns da internet. Na corrida os pilotos fizeram a parte deles e, dentre as melhores voltas de cada um, os tempos dos nove primeiros teve diferença de apenas cinco décimos”, completou.

A primeira corrida do dia foi exatamente a da categoria Mirim. João Pedro Custódio fez a melhor volta na tomada de tempos, mas, Raikkonen Sakzenian foi quem saiu da primeira posição após ter sido o mais rápido no Top Qualify. Raikkonen manteve-se na primeira posição na largada e, aproveitando-se da grande disputa que se criou pela segunda posição, rapidamente abriu do restante do pelotão. Custódio, que caiu para a sexta posição na primeira volta, fez grande prova de recuperação e a três voltas para o final chegava à segunda posição. Na penúltima volta, um grave acidente envolveu Gregory Diegues e Sinder Bitton. Após ser tocado Bitton rodou e ficou no meio da pista sendo atingido em cheio por Luis Roldan. Gregory foi penalizado em duas voltas pelo toque. Raikkonen venceu trazendo Custódio em segundo e Erich Dohmann, em terceiro.

Espetacular! Esta talvez seja a melhor palavra para descrever a corrida da categoria Cadete. Yurik Carvalho largou da pole-position e manteve-se na ponta na primeira volta, porém, no giro seguinte, os dez primeiros colocados formaram um grande pelotão que, literalmente, deixou de pé todo o kartódromo. A cada curva os pilotos se ultrapassavam e, da primeira à décima posição um piloto poderia variar em apenas duas ou três curvas.  Na segunda metade da prova, Yurik, que momentos antes havia caído para o nono lugar, assumiu a ponta e, aproveitando-se das ferrenhas disputas conseguiu construir uma pequena vantagem que ele soube administrar até a bandeirada final. Matheus Jacques terminou em segundo e Matheus Leist, em terceiro.

Na prova da categoria Júnior a adrenalina baixou um pouco. Victor Franzoni, após largar da segunda posição, fez uma excelente largada assumindo a ponta. Carlos Almeida, o pole, veio em segundo fazendo forte pressão. Algumas voltas se passaram e Almeida reassumiu a liderança deixando a briga pela segunda posição entre Franzoni e Jean Aguiar. Os dois, com rendimentos muito próximos, ficaram disputando entre si e permitiram que Carlos abrisse um pouco na liderança, que ele manteve até o final da corrida. Franzoni terminou em segundo e Aguiar, em terceiro.

Na sequência foi a vez dos garotos da Júnior Menor tomarem a pista. O mineiro João Pedro Archer marcou a pole-position, mas, travou uma grande disputa com Olin Galli pela liderança. Ambos se destacaram do restante do pelotão e mantiveram-se numa “briga” particular até a bandeirada final. Da terceira posição para trás as disputas também estiveram muito equilibradas e envolveram vários pilotos. O destaque ficou por conta de Yago Cesário que, após largar da última fila fez grande prova de recuperação e finalizou a prova no terceiro lugar. Galli venceu com Archer em segundo.

A corrida seguinte foi da categoria Super Sênior. Apesar de ter largado da primeira posição o piloto Enzo Sciulli não conseguiu manter-se na ponta por muito tempo e, com o decorrer da prova foi perdendo várias posições até terminar em sexto. Antônio Ramos e Eduardo Pedra, por sua vez, saíram respectivamente do quarto e sexto lugares para assumirem os dois primeiros postos da corrida e seguirem em disputa isolada até o final. Ramos venceu com Pedra em segundo. Marcelo Rodrigues ficou com a terceira posição.

As categorias Master “A” e “B” alinharam-se juntas para a corrida desta etapa. Com o grid unificado as disputas da pista nem sempre correspondiam, efetivamente, a dois pilotos que brigavam por uma posição. Mesmo assim os “pegas” foram muito intensos e envolveram muitos pilotos brigando pelos primeiros lugares. Na categoria “A” a vitória ficou com Fernando Gomes Croce seguido por Marcelo Meneghel e Antônio Canedo, que voltou ao Light após duas temporadas. Já na “B” Richard Salgado foi o vencedor com mais de seis segundos de vantagem para Luis Midon, que chegou em segundo. Timo Jokinen chegou na terceira posição.

O maior número de pilotos alinhou seus karts para a corrida da Sprinter “A”. João Abreu, o pole-position, até que tentou manter-se na primeira posição, mas, os karts pareciam ter rendimentos muito próximos e, assim, vários concorrentes estiveram na briga pela primeira posição. Fabiano Machado, Bruno Bonifácio, Gabriel Navarrete e Matheus Protti foram alguns dos pilotos que tiveram chances de vencer. Mas, quem realmente conquistou a disputada prova foi Alain Sisdeli. Após largar da sétima posição o piloto teve tranquilidade para escalar o pelotão e, ao assumir a liderança, muita garra para suportar os ataques e comemorar a vitória. Protti terminou em segundo e Bonifácio, em terceiro.

Encerrando o dia de competições os pilotos da Sprinter “B” fizeram sua corrida. Mereceu destaque nesta classe o bom número de pilotos. Após um começo de Campeonato conturbado, onde havia incerteza sobre sua motorização, os pilotos aos poucos foram se acostumando com a situação da permanência dos propulsores Riomar Super II e, assim, a cada prova o número de pilotos tem aumentado, nesta etapa 13 alinharam seus karts para a largada. Após uma tomada de tempos muito disputada Felipe Marra não teve grandes dificuldades, durante a corrida, para abrir vantagem de seus concorrentes e vencer com quase cinco segundos de vantagem para Bruno Ferreira. Felipe Donato terminou em terceiro.

Pesquisa de Qualidade

Com o objetivo de aproximar sua relação com os pilotos bem como ouvir críticas e sugestões sobre a Copa São Paulo Light de Kart a RBC Preparações de Motores, promotora do evento, lançou em seu web-site uma pesquisa de qualidade sobre a competição.

Desde a limpeza e organização do kartódromo até mesmo a atuação dos comissários estão sendo analisadas e, assim, é de extrema importância que todos os pilotos participem e efetivamente contribuam para o crescimento da competição.

Para incentivar ainda mais a participação de todos a RBC irá sortear, entre os pilotos que preencherem a pesquisa até o dia 10 de maio, a isenção do aluguel de motor na próxima etapa da Copa São Paulo Light. Vale lembrar que esta prova será realizada daqui a três semanas, no dia 16 de maio, também no Kartódromo Aldeia da Serra.

Para baixar os resultados completos de todas as etapas da Copa São Paulo Light 2009 assim como acompanhar seus regulamentos, adendos, classificação, notícias, galerias de fotos e informações oficiais basta consultar a página da RBC Preparações na internet por meio do endereço eletrônico www.rbcpreparacoes.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *